0
Logo do Paralimpíada 2016
Foto: Getty Images

Paralimpíada 2016

Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocinam apenas este caderno especial.

Ciclista iraniano morre em acidente durante prova da Paralimpíada

17 set 2016
18h38
atualizado em 18/9/2016 às 10h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O atleta paralímpico Bahmad Golbarnezhad morreu durante uma prova de ciclismo de estrada da Paralimpíada no sábado, no Rio de Janeiro. O Comité Paralímpico Internacional disse que Golbarnejad sofreu uma parada cardíaca após se acidentar em um "trecho montanhoso" do circuito.

Atleta quebrou o pescoço ao sair da pista e bater em uma mureta
Atleta quebrou o pescoço ao sair da pista e bater em uma mureta
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

O Comitê Paralímpico do Irã confirmou o acidente e lamentou a morte do atleta "veterano de muitas competições", segundo o repórter da BBC Brasil, Jefferson Puff.

O iraniano perdeu o controle em uma descida na região de Grumari, a cerca de 20 quilômetros da linhas de chegada. Ele saiu da pista e bateu a cabeça com muita força em uma pedra. Golbarnezhad recebeu atendimento emergencial no local e chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu.

Ele participava da prova para atletas da categoria C4-5, com deficiência físico-motora e amputados, da Paralimpíada.

A categoria é disputada com bicicletas convencionais. O iraniano usava uma prótese em um das pernas, que ficava conectada ao pedal da bicicleta.

Golbarnezhad havia perdido uma das pernas na guerra entre o Irã e o Iraque na década de 1980.  O atleta tinha 48 anos de idade, era casado e morava na cidade de Shiraz, no Irã.

Segundo o correspondente da BBC Wyre Davies, uma cerimônia em homenagem ao atleta organizada pelo Comitê Paralímpico Iraniano começou por volta das 18h na Vila Olímpica. Segundo Davies, as bandeiras do Irã foram hasteadas a meio mastro nos locais de realização da Paralimpíada.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade