PUBLICIDADE

Itália levará delegação recorde para a Olimpíada de Tóquio

Com um total de 372 atletas, equipe italiana terá também o maior número de mulheres do país até hoje em uma edição dos Jogos Olímpicos

2 jul 2021 18h44
| atualizado às 19h20
ver comentários
Publicidade

A Itália, uma das maiores potências olímpicas da história, irá ao Japão para participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio com 372 atletas, sendo 186 homens e 186 mulheres, a maior delegação de todos os tempos do país em uma edição da grande competição.

O surfista italiano Leonardo Fioravanti, que vai a Tóquio após herdar vaga de sul-africano que desistiu da Olimpíada por motivo de lesão
O surfista italiano Leonardo Fioravanti, que vai a Tóquio após herdar vaga de sul-africano que desistiu da Olimpíada por motivo de lesão
Foto: Reprodução/@coni

O recorde anterior foi registrado na Olimpíada de Atenas em 2004, quando 367 atletas disputaram a competição. E o número divulgado nesta sexta-feira foi alcançado após a oficialização dos 76 convocados para o atletismo - maior quantidade até hoje na modalidade.

Além disso, a delegação que vai ao Japão também será a mais feminina da história italiana, tanto em termos absolutos como relativos. No total, serão 50% de mulheres, um crescimento de pelo menos dois pontos percentuais em comparação com os 47,71% dos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016. Na época, a Itália levou para o Brasil 297 atletas, sendo 155 homens e 142 mulheres.

Surfe - O surfe estreará como modalidade olímpica nos Jogos de Tóquio, e a Itália será representada pelo surfista Leonardo Fioravanti, após a desistência do sul-africano Jordy Smith, que sofreu uma lesão no joelho.

A decisão de Smith fez o italiano ser incluído na lista restrita de 20 atletas que disputarão uma medalha no Japão. "Lamento muito por Jordy. Será um orgulho para mim levar a bandeira italiana para os Jogos Olímpicos", comentou Fioravanti.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade