PUBLICIDADE

Ingleses reforçam segurança em casa durante a Copa

16 jun 2014
08h38 atualizado às 09h08
0comentários
08h38 atualizado às 09h08
Publicidade
<p>Em 2007, Steven Gerrard teve sua residência na Inglaterra invadida por bandidos durante partida do Liverpool disputada na França</p>
Em 2007, Steven Gerrard teve sua residência na Inglaterra invadida por bandidos durante partida do Liverpool disputada na França
Foto: Getty Images

A preocupação dos ingleses com relação à segurança não se limita apenas a estadia dos jogadores no Brasil. De acordo com informações publicadas pelo jornal Daily Mirror nesta segunda-feira, a maior parte dos atletas que atuam na Premier League reforçaram a segurança em suas casas na Inglaterra durante a Copa do Mundo. O objetivo é evitar “surpresas” quando retornarem do País-sede do principal evento esportivo do planeta.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Segundo a publicação, clubes como Manchester City, Liverpool, Chelsea, Arsenal e Manchester United empregaram mais guardas nas propriedades de seus atletas para garantir que eles não serão vítimas de bandidos durante o período em que permanecerem no Brasil.

“Todos eles estão preocupados com a segurança”, contou uma fonte, que não preferiu ser identificada. “Mas eles se encontraram com os seus clubes e sua própria segurança para se certificar de que todos os sistemas de alarme estão atualizados e em pleno funcionamento. A última coisa que você quer em uma Copa é se preocupar com a sua propriedade e seus entes queridos enquanto você estiver ausente”, acrescentou.

O temor dos jogadores pode ser explicado. Em 2007, durante partida entre Liverpool e Olympique de Marseille, na França, o capitão da seleção inglesa, Steven Gerrard, teve sua mansão na Inglaterra invadida por quatro ladrões, que renderam a sua mulher e fugiram com joias do casal. Houve ainda outros casos com jogadores como Darren Fletcher, Robbie Keane, Lucas Leiva e Dirk Kuyt, que também foram vítimas deste tipo de ação.

Assim, não foram somente os jogadores da seleção inglesa que reforçaram a segurança em suas casas durante a Copa do Mundo. A maioria dos atletas que atuam na principal liga do país também fizeram isto. “Este não é apenas um problema para os jogadores ingleses, mas para todas as principais estrelas internacionais que jogam na Inglaterra”, contou a fonte. “A última coisa que você quer quando está longe de casa, tentando se concentrar em seu trabalho, é se preocupar que alguma coisa dará errado na volta para casa", decretou.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade