4 eventos ao vivo

Osmar Loss elogia projeto do Guarani e não vê elenco fechado

18 jan 2019
09h21
atualizado às 09h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Ex-técnico do Corinthians, Osmar Loss aceitou o desafio de comandar o Guarani para a temporada de 2019. Querendo a consolidação e afirmação perante o cenário nacional de treinadores, o gaúcho de 43 anos revelou ter a "melhor expectativa possível" para a disputa da primeira divisão do Campeonato Paulista, que conta novamente com o Bugre.

"As expectativas são positivas. O projeto que nos foi apresentado visa trazer o Guarani de volta para o lugar de destaque no futebol nacional. É um time extremamente glorioso e reconhecido. É um lugar de grandes craques do futebol internacional, não só nacional. A expectativa é a melhor possível", afirmou o técnico em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

"A gente espera que essa ansiedade da torcida possa ser retribuída em campo com boas atuações, rendimento e resultados. A Série B a gente vê depois; nosso foco é no Paulista, que é uma competição que o Guarani deve estar sempre na primeira divisão", continuou.

Durante a conversa com a reportagem no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), Loss revelou que ainda aguardava reforços e, por conta disso, não considera o elenco do Guarani fechado para a disputa do torneio estadual.

"O elenco não está fechado. Estamos ainda em busca de alguns jogadores, temos vagas para eles. Sabemos que, a partir da divulgação das listas do Paulista, teremos jogadores disponíveis que podem ser interessantes para o nosso projeto", contou.

Por fim, o ex-corintiano reconheceu a boa campanha do Guarani na Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas externou a dificuldade de inscrever os melhores jovens atletas do Bugre para o Paulistão.

"Desde que chegamos no Guarani, já conversávamos sobre expectativas e perspectivas. A campanha na Copa São Paulo vem só para confirmar o bom trabalho - aquilo que já vinha sendo desenvolvido, dos bons jogadores que o Guarani têm para um projeto futuro. Falar de Campeonato Paulista para esses atletas talvez seja um pouco complexo; nós temos um tipo de lista de inscrição e os jogadores na Copinha… é difícil, sem a gente trabalhar com eles no dia a dia também. Mas certamente nós teremos algumas vagas que podem ser preenchidas com esses atletas", concluiu Loss.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade