PUBLICIDADE

Após bronze no salto, Diego Hypólito é prata no solo

3 mai 2015 11h11
| atualizado às 13h47
ver comentários
Publicidade

O último dia das finais da etapa do Brasil da Copa do Mundo de Ginástica Artística brindou Diego Hypólito com sua segunda medalha na competição. Após conquistar um bronze no salto, no último sábado, o ginasta brasileiro foi o último a se apresentar na final do solo e conquistou a medalha de prata, sua nona medalha em Copas do Mundo, com a nota de 15.550. Outro brasileiro a disputar a prova, Ângelo Assumpção - responsável por um dos dois ouros do Brasil - somou 14.500.

Hypólito foi ovacionado pela torcida presente no ginásio do Ibirapuera ao pisar no aparelho de solo. Abusando das piruetas, o brasileiro conseguiu arrancar gritos do público ao decolar no duplo twist carpado, um dos pontos fortes do ginasta. Bicampeão no solo, Diego agradeceu a presença do público.

Ginasta brasileiro levou segunda medalha na competição
Ginasta brasileiro levou segunda medalha na competição
Foto: Paulo Pinto / Fotos Públicas

"Eu estou muito contente, é uma competição para o público. A gente precisava trabalhar essa questão do apoio da torcida e da disputa da competição. Era uma final bastante forte, agradeço a Deus por ficar entre os primeiros. Estou muito satisfeito e feliz por conseguir retribuir a confiança de todos", declarou o brasileiro em entrevista ao Sportv após a conquista da medalha.

A euforia foi grande também durante a apresentação de Ângelo Assumpção. O jovem de 18 anos, que conquistou sua primeira medalha em torneios internacionais no último sábado, apresentou boas acrobacias, mas falhou nas aterrisagens e ficou fora do pódio. Apesar de não ter conquistado medalha no solo, o garoto aprovou o desempenho e comentou sobre o cansaço.

Diego Hypólito diz que prioriza Mundial, mas quer ir ao Pan:

"A gente começou a temporada e os treinos há pouco tempo, cansei um pouco. Ontem foi a final do salto, hoje a final do solo. Tentei fazer meu máximo. A torcida estava vibrando junto, todos estavam unidos. Com essa energia positiva, só tem coisa boa por vir. Eu quero dar muito mais resultados para o Brasil", disse Ângelo, que conquistou a única medalha de ouro do Brasil até o momento, falando a mesma emissora.

Favorito na prova de solo, o chileno Tomas Gonzalez conquistou o ouro com a nota de 15.625, seguido por Diego Hypólito, com 15.550, e pelo alemão Matthias Fahrig, que conquistou o bronze ao marcar 15.475.

Diego Hypólito elogia novo CT, mas critica: "demorou muito":
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade