4 eventos ao vivo

Vasco ganha do Atlético-MG e respira na luta contra o rebaixamento no Brasileirão

Germán Cano, duas vezes, e Pikachu marcaram para o time carioca; Hyoran e Eduardo Sasha diminuíram

23 jan 2021
23h53
atualizado em 24/1/2021 às 08h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em duelo importante para a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o Vasco recebeu o Atlético-MG e conseguiu vencer por 3 a 2. O jogo, disputado neste sábado no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, foi válido pela 32.ª rodada.

Com o resultado, os donos da casa chegaram a 35 pontos e deixaram a zona de rebaixamento, agora em 14.º lugar. A faixa de descenso, no momento, tem Sport, com 32, Coritiba, com 27, Goiás, com 26, e Botafogo, com 23. Fortaleza, com 35, e Bahia, com 32, também estão em situação complicada.

Os visitantes, por outro lado, se complicam na luta pelo título nacional, que não conquistam desde 1971. Seguem com 54 pontos, na quarta colocação, atrás de Internacional, com 59, São Paulo, com 58, e Flamengo, com 55. Palmeiras e Grêmio, com 51, ainda mantêm remotas chances.

O confronto começou vagarosamente e passou a esquentar a partir dos 10 minutos, quando Léo Matos utilizou o braço para cortar falta cobrada pela esquerda. Após revisão do árbitro de vídeo (VAR), o paulista Vinicius Gonçalves Dias Araújo assinalou penalidade máxima para o Atlético-MG. Hyoran carimbou o pé da trave direita e ainda teve o azar de ver a bola vir em sua direção, o que é considerado infração por dois toques.

O Vasco abriu o placar na sequência. Aos 17 minutos, Guilherme Arana não afastou o perigo e foi antecipado por Léo Matos, que acionou Germán Cano. Sem dificuldades, o centroavante argentino apenas cutucou para o fundo das redes. Pouco depois, os visitantes acertaram a trave, com Savarino. Ainda levaram perigo aos 27, de novo com Savarino, parando no goleiro Fernando Miguel, e aos 28 com Allan, mandando para fora.

O ritmo alucinante prosseguiu e quem se deu melhor foram os donos da casa, aos 31 minutos. Martín Benítez acionou Léo Matos pela direita. Ele fez ótimo cruzamento para Yago Pikachu, que chegou acertando o poste esquerdo e conseguiu pegar o rebote para ampliar.

Na etapa complementar, o primeiro lance relevante aconteceu aos seis minutos. Jair entrou na área e acabou caindo após contato com Leandro Castán. A arbitragem chegou a assinalar outra penalidade máxima para o Atlético-MG, mas reverteu a decisão depois de análise no VAR.

O triunfo carioca foi encaminhado aos 13 minutos. Após trocar passes com Talles Magno e Léo Matos, Martín Benítez enfiou linda bola para Germán Cano. O centroavante argentino dominou no peito e, de primeira, com o pé esquerdo, sem deixar cair, acertou um tirambaço. Um belo gol.

Aos 18 minutos, o técnico do Atlético-MG, o argentino Jorge Sampaoli, realizou três alterações. As mudanças surtiram efeito imediatamente. Tanto é que, aos 22, Hyoran pegou sobra de fora da área e, contando com posicionamento infeliz de Fernando Miguel, descontou.

O goleiro vascaíno se redimiu na sequência. Aos 26 minutos, Gabriel testou firme após cobrança de escanteio e parou em ótima defesa. Os mineiros ainda fizeram um abafa na reta final do duelo e diminuíram a diferença com Eduardo Sasha, aos 48, aproveitando escanteio da direita.

O Atlético-MG já volta a campo nesta terça-feira, às 20 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, onde recebe o Santos, em partida atrasada pela 28.ª rodada. Já pela 33.ª, no próximo domingo, os comandados de Jorge Sampaoli enfrentam o Fortaleza, novamente em casa, às 17 horas.

O Vasco também fará um jogo atrasado nesta terça-feira, às 20 horas. Será pela primeira rodada contra o Palmeiras, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Depois, no próximo domingo, às 16 horas, pela 33.ª, encara o Bahia, no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 x 2 ATLÉTICO-MG

VASCO - Fernando Miguel; Léo Matos (Cayo Tenório), Marcelo Alves, Leandro Castan e Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil (Caio Lopes) e Martín Benítez (Carlinhos); Yago Pikachu (Werley), Talles Magno (Gabriel Pec) e Germán Cano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Junior Alonso, Gabriel e Guilherme Arana (Nathan); Jair, Alan e Hyoran; Savarino (Marrony), Keno e Eduardo Vargas (Eduardo Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Germán Cano, aos 17, e Yago Pikachu, aos 31 minutos do primeiro tempo; Germán Cano, aos 13, Hyoran, aos 22, e Eduardo Sasha, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Léo Matos, Caio Lopes, Yago Pikachu e Talles Magno (Vasco); Jair (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade