0

Liga Sul-Minas-Rio

Primeira Liga quer usar estádios 'elefantes brancos' em 2018

Getty Images
21 fev 2017
15h00
  • separator
  • comentários

A Primeira Liga vai promover mudanças em seu torneio de 2018, com pelo menos mais dois ou três times de peso e a ocupação de arenas da Copa do Mundo de 2014, consideradas hoje como ‘elefantes brancos’. As negociações estão em curso e é grande a possibilidade de parte desse reforço de grandes clubes vir do Nordeste, onde o Ceará é o único representante na entidade até agora.

Por causa do aperto de datas no calendário nacional, clubes e dirigentes da Primeira Liga já dão como certo que o sistema de disputa do torneio será alterado em sua terceira edição. A ideia é iniciá-lo em janeiro com jogos eliminatórios. O encerramento seria na sequência do ano, quando houvesse disponibilidade de datas que não coincidissem com outros compromissos dos clubes.

Com relação aos locais das partidas, haveria três ou quatro sedes e dois estádios estão nos planos dos dirigentes da Liga para abrigar jogos do torneio – a Arena das Dunas, em Natal, e a Arena Amazônia, em Manaus. Por enquanto, o Mané Garrincha, em Brasília, está fora dos planos, assim como a Arena Pantanal, em Cuiabá.

Os quatro estádios têm recebido público muito reduzido nos últimos dois anos e meio, o que não cobre os custos de manutenção. Daí a alcunha de elefantes brancos.

O presidente da Liga, Gilvan Tavares, já conta com o aval dos grandes clubes que integram a entidade – Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG – para liderar as mudanças. O novo formato do torneio deve enxugar o número de equipes de Santa Catarina, Estado que tem cinco representantes na Liga.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade