1 evento ao vivo

Santos faz as pazes com investidores e sugere lista com cinco jogadores

14 jun 2018
06h02
  • separator
  • comentários

O Santos fez as pazes com a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda. O presidente José Carlos Peres estreitou a relação com o mandatário Delcir Sonda e o executivo Roberto Moreno em busca de reforços para o Peixe.

A DIS foi uma grande parceira do alvinegro com Marcelo Teixeira, mas se distanciou do clube por conta de um litígio na gestão de Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor, a partir de 2013, na venda de Neymar para o Barcelona. A empresa entendeu que a negociação escanteou os investidores, que detinham 40% dos direitos econômicos do atacante do PSG. O ex-presidente, em contrapartida, contestou valores pagos em troca de percentuais de jovens atletas e tentou desfazer acordos.

Agora, Peres busca ter a parceira de volta no mercado. Para isso, precisa superar problemas judiciais, como do próprio Neymar e de outros jogadores, como André e Wesley. Em contato com a Gazeta Esportiva, o diretor Roberto Moreno explicou a questão.

"Nós queremos ajudar, gostamos muito do Santos, mas precisamos superar esses problemas antigos. Nós somos uma S.A (Sociedade Anônima) e não basta só a gente querer (Roberto e Delcir), é preciso suprir os interesses de todos os investidores e do grupo de auditoria. Com isso resolvido, podemos fazer o aporte (em contratações)", disse o executivo.

Reforços na mira

O Santos sugeriu cinco jogadores para a DIS, entre eles Jailson, do Grêmio, e Lucas Zelarayán, do Tigres-MEX. A empresa, porém, não iniciou qualquer negociação pela dupla. Jailson é quem tem mais chances de vir neste momento e o Peixe acenou com uma proposta de 3 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões) por um contrato de quatro anos com o volante.

Havia a expectativa de uma reunião entre Peres, Delcir e Roberto na última segunda-feira, quando os investidores vieram a Santos para o lançamento do livro de Marcelo Teixeira. O encontro do Comitê de Gestão do Peixe, na Vila Belmiro, inviabilizou a conversa. O objetivo é marcar um encontro para os próximos dias.

O alvinegro, neste momento, tem poucos recursos financeiros, mas venderá Rodrygo e Lucas Veríssimo nesta janela de transferências. O atacante renderá 40 milhões de euros do Real Madrid e o zagueiro deve ser negociado por 10 milhões de euros para o Lyon. O total de 50 milhões de euros (R$ 220 milhões) será usado, em parte, para reforços.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade