PUBLICIDADE

Real Madrid baixa valor da multa rescisória de CR7

Partes parecem indicar cada vez mais a chance do craque português deixar o clube nesta janela de transferências

28 jun 2018 11h23
| atualizado às 11h29
ver comentários
Publicidade

O litígio entre Cristiano Ronaldo e Real Madrid ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira e as consequências da relação entre as partes parecem indicar cada vez mais uma real chance do craque português deixar o clube nesta janela de transferências. De acordo com o jornal espanhol OK Diario, a multa rescisória do jogador junto aos merengues foi reduzida para 120 milhões de euros (cerca de R$ 534 milhões).

Cristiano Ronaldo gesticula no jogo entre Portugal e Irã
Cristiano Ronaldo gesticula no jogo entre Portugal e Irã
Foto: Ivan Alvarado / Reuters

Inicialmente, o valor exorbitante pode não mostrar nada quanto ao futuro do craque, mas a diferença entre as cifras anteriores e a atual pode dizer muito a respeito do futuro do craque. Ainda segundo a publicação do veículo espanhol, a quantia foi sofrendo sucessivas quedas. A primeira delas reduziu a multa de 1 bilhão de euros (cerca de R$ 4,4 bilhões) para 400 milhões (R$ 1,7 bilhão). Depois, para o valor que se encontra atualmente.

O acordo entre CR7 e o Real Madrid para a redução da quantia, a fim de aumentar suas chances de saída do clube, foi firmada com base em uma troca de favores: a nova multa rescisória não vale para negociações envolvendo Barcelona ou Paris Saint-Germain. Essas duas equipes teriam de negociar com os merengues os milhões de euros anteriormente estabelecidos em contrato.

Apesar de público apenas nesta quinta-feira, esta mudança no cenário contratual de Cristiano Ronaldo já era de ciência dos clube europeus, que até procuraram o empresário do camisa sete, Jorge Mendes, para tentar articular um novo negócio. Entre os clubes especulados pelo jornal espanhol estão Manchester City, Arsenal, Chelsea e Milan.

A última atualização sobre o futuro do capitão de Portugal na Copa do Mundo havia sido divulgada no último dia 7, quando o jornal luso Record publicou uma matéria cravando a saída do jogador do Real. Entre os motivos levantados estavam uma série de promessas quebradas do clube espanhol e a decisão irreversível do staff.

Veja também

Torcida brasileira lota metrô em Moscou após vitória contra Sérvia :

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade