0

Palmeiras treina com direito a Roger 'volante' e 'fiscalização' em GPS

9 jan 2018
14h48
atualizado às 14h48
  • separator
  • comentários

Roger Machado comanda treinos no Palmeiras há menos de uma semana, mas os jogadores parecem já ter entendido a dinâmica do treinador. Na manhã desta terça-feira, o técnico ministrou mais uma atividade "com ritmo de jogo" na Academia de Futebol, com direito a cobranças pelo empenho físico máximo dos atletas.

Assim como no dia anterior, a primeira parte dos trabalhos foi focada em aprimorar a saída de bola e construção de jogadas. No exercício, a linha de quatro defensores trocava passes até a aproximação de um meio-campista, que tocava de primeira para o volante. Vendo o jogo de frente, este decidia por entregar ao atacante ou ao lateral.

Como complicador no treino estava o fato de que, um passe errado, mandaria a bola diretamente nos pés de seu treinador. Isso porque Roger Machado atuou como marcador durante parte da atividade e efetivamente conseguiu cortar algumas linhas de passe. Outro destaque na movimentação foi a exigência do treinador em sempre ter quatro jogadores chegando à área para conclusão da jogada, e o lateral se infiltrar por dentro, entre o ponta e o centroavante.

Na segunda parte das atividades, todo o elenco foi divido em dois times e posicionado em metade do gramado. O objetivo do treino era tabelar com um companheiro que estivesse dentro de quatro quadrantes nos extremos do campo, tudo para otimizar a movimentação, o passe de apoio e, claro, a parte física.

Roger exigiu o tempo todo a movimentação dos atletas, cobrando para que não parassem em uma extremidade do gramado aguardando o passe. Em um dado momento, o preparador físico Omar Feitosa e o treinador avisaram aos berros: "Quem não cumprir a carga física exigida vai fazer elíptico (exercício aeróbico) depois". A distância percorrida por cada jogador é monitorada via GPS.

A movimentação foi pegada e intensa. Em jogadas divididas, Victor Luiz, Deyverson e Moisés ficaram no gramado sentindo dores, mas logo se recuperaram. "Só machuca se um for firme e outro mais ou menos na bola", berrou o treinador. Tchê Tchê chegou a reclamar com Emerson Santos por um passe errado, e, como destaques em jogadas plásticas, Antônio Carlos aplicou uma caneta em Moisés, e Hyoran chapelou um adversário e deixou outro no chão em linda jogada.

O Palmeiras volta a treinar nesta tarde. Os jogadores seguem concentrados no Centro de Excelência alviverde até quarta-feira. Nos próximos dias irá ocorrer um jogo-treino na Academia de Futebol, e a estreia no Campeonato Paulista será no dia 18, contra o Santo André, no Palestra Itália.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade