0

Neymar é preterido por Griezmann em seleção dos melhores do Espanhol

15 jun 2015
13h20
atualizado às 13h27
  • separator
  • comentários

O Barcelona dominou a seleção dos melhores jogadores desta temporada do Espanhol, com uma indicação em cada posição. Nenhuma surpresa. O que pegou os amantes do futebol de supetão foi a ausência do brasileiro Neymar na relação dos onze. Terceiro maior artilheiro do Espanhol, apenas atrás de Messi e Cristiano Ronaldo, o camisa 10 da Seleção Brasileira foi preterido pelo francês Antoine Griezmann, que marcou os mesmos 22 gols de Neymar na liga.

Apesar de ter os mesmos números de Griezmann no Espanhol,  Neymar supera de longe o francês quando o assunto é número de gols independente das competições. Unindo Liga dos Campeões, Copa do Rei e Campeonato Espanhol, Neymar é, de forma isolada, o terceiro maior artilheiro do País, com 39 gols, ficando atrás de Messi e Cristiano Ronaldo, que lidera a estatística com 61 bolas na rede.

Assim, o único brasileiro entre os onze melhores do Espanhol foi o lateral Daniel Alves, que renovou seu contrato com o clube catalão até 2017 após uma longa novela nos bastidores. Indicado na seleção do campeonato, e ostentando a tríplice coroa em 2015, o brasileiro ainda foi agraciado com uma convocação de última hora para defender a Seleção Brasileira na Copa América após o corte de Danilo.

O time dos melhores do Espanhol foi montado com Claudio Bravo (Barcelona); Daniel Alves (Barcelona), Nicolas Otamendi (Valência), Gerard Piqué (Barcelona) e Jordi Alba (Barcelona); Grzegorz Krychowiak (Sevilla), Ivan Rakitic (Barcelona) e James Rodríguez (Real Madrid); Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Lionel Messi (Barcelona) e Antoine Griezmann (Atlético de Madri). O melhor técnico foi Luis Enrique, que igualou o feito de Guardiola - tríplice coroa - logo em sua primeira temporada no comando da equipe.

Além de Neymar, outras ausências que levantam questionamento são Javier Mascherano na zaga, que foi preterido pelo compatriota Otamendi, e Andres Iniesta, que perdeu lugar para o polonês Krychowiak. Xavi, que fez sua última atuação pelo Barcelona nesta temporada 2014/2015 antes de se transferir ao Catar, foi outro que não foi lembrado.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade