PUBLICIDADE

Náutico atropela no primeiro tempo, vence o Novorizontino e se afasta do Z4

Resultado ajuda o Timbu na briga contra a zona de rebaixamento; Tigre desperdiça chance de colar nos líderes da competição

2 jul 2022 - 21h01
Ver comentários
Publicidade

Voltando ao caminho das vitórias depois de cinco jogos, o Náutico não deu chances ao Novorizontino, na noite deste sábado, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no estádio dos Aflitos. Em um primeiro tempo praticamente 'perfeito', a equipe comandada por Roberto Fernandes abriu logo um sonoro 3 a 0. Já na etapa final, o Tigre até esboçou uma reação ao marcar com Cléo Silva, mas o placar acabou ficando no 3 a 1.

Richard Franco foi um dos destaques do Náutico na vitória sobre o Novorizontino, pela Série B (Foto: Tiago Caldas/CNC)
Richard Franco foi um dos destaques do Náutico na vitória sobre o Novorizontino, pela Série B (Foto: Tiago Caldas/CNC)
Foto: Lance!

Com o resultado, o time pernambucano chegou aos 18 pontos, pulando para a 15ª colocação, enquanto o time paulista, por conta do revés, acabou para a 9ª posição com seus 20 pontos.

NÁUTICO ABRE BOA VANTAGEM NO INÍCIO

Fazendo valer o fator casa, a equipe do Náutico mostrou força logo no começo da partida. Aos 2 minutos, após cruzamento de Geuvânio, o atacante mandou para o meio da área com Richard Franco finalizando, porém, o goleiro Lucas Frigeri acabou espalmando, sobrando para o próprio Richard marcar.

Embalado pelo tento, o Timbu voltou a balançar a rede. Aos 6 minutos, depois de recuperar a posse de bola, Pedro Vitor ainda limpou a marcação para deixar o dele no jogo. 2 a 0 nos Aflitos.

TIMBU ARRASADOR MARCA MAIS UM

Seguindo melhor em campo, a equipe comandada por Roberto Fernandes não queria saber de tirar o pé do acelerador. Até meados dos 30 minutos, ainda teve três boas chances com Geuvânio, Carlão e Jean Carlos, todas na sequência, mas acabaram indo para fora.

Já nos momentos finais, aos 44, outra vez ele, Richard Franco, voltou a deixar sua marca. Em jogada iniciada com um cruzamento curto de Pedro Vitor, a zaga do Novorizontino até chegou a tirar, mas a sobre ficou para o camisa 18 ampliar para 3 a 0.

TIGRE FAZ MUDANÇAS, MAS NÃO SURTEM EFEITO

Na volta para a etapa complementar, ambos os treinadores optaram por trocas, sendo duas pelo lado do Tigre. Apesar das entradas de Willean Lepo e Cléo Silva, poucas foram as chances de gols criadas pelos visitantes até os 15 minutos, fazendo com que o Rafael Guanaes, momentos depois, voltasse a realizar mudanças.

Pelo lado do alvirrubro, a situação era bem mais tranquila por conta do placar elástico construído no primeiro tempo. Até os 25, percebendo o adversário atacar pouco, fez com que Roberto Fernandes também mudasse seu time, tirando o autor de dois gols, Richard Franco, para dar lugar a Rhaldney.

NOVORIZONTINO REAGE, MAS TIMBU GARANTE A VITÓRIA

Com o tempo passando, o time paulista ainda buscava uma reação. Até que aos 31 minutos, após muita insistência, conseguiu marcar. Em jogada iniciada pela direita, a bola ficou com Quirino que, logo em seguida, acionou Cléo Silva para deixar o dele no jogo.

Após o tento, o Tigre continuou pressionando o adversário até os acréscimos. Aproveitando os espaços, conseguia criar boas chances causando perigo a Lucas Perri, mas acabou não sendo o suficiente para marcar gols, decretando a vitória ao time pernambucano.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 3x1 NOVORIZONTINO

Data e horário: 02/07/2022 - 18h30 (de Brasília)

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)

Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Christian Passos Sorence (GO)

VAR: Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)

Gols: Richard Franco, 2'/1ºT (1-0); Pedro Vitor, 6'/1ºT (2-0); Richard Franco, 44'/2ºT (3-0); Cléo Silva, 31'/2ºT (3-1)

Cartões amarelos: Rodolfo Filemon, 22'/1ºT; Geuvânio, 22'/1ºT; Bruno Costa, 40'/2ºT; Djavan, 10'/2ºT; Quirino, aos 21'/2ºT; Romário, 28'/2ºT

NÁUTICO: Lucas Perri; Carlão, Bruno Bispo, João Lucas (Diego, aos 35'/2ºT), Thássio e Victor Ferraz (Júnior Tavares, aos 34'/2ºT); Richard Franco (Rhaldney, aos 17'/2ºT), Ralph (Djavan, aos 24'/2ºT) e Jean Carlos; Pedro Vitor e Geuvânio (Niltinho, no intervalo). (Técnico: Roberto Fernandes)

NOVORIZONTINO: Lucas Frigeri; Walber, Rodolfo Filemon, Jhony Douglas e Romário; Gustavo Bochecha (Luiz Henrique, aos 30'/2ºT), Danielzinho (Willean Lepo, no intervalo) e Diego Torres (Wellinton, aos 15'/2ºT); Douglas Baggio (Cléo Silva, no intervalo), Ronaldo (Quirino, aos 15'/2ºT) e Bruno Costa. (Técnico: Rafael Guanaes)

Lance!
Publicidade
Publicidade