0

Löw minimiza possível 'queda' da Alemanha na Liga das Nações: 'Podemos voltar'

Tetracampeã mundial pode ser rebaixada à Série B da nova competição criada pela Uefa

14 nov 2018
17h11
  • separator
  • comentários

Em uma temporada que não foi nada boa para a Alemanha, a seleção comandada pelo técnico Joachim Löw está em situação complicada na Liga das Nações. Mesmo sem jogar, nesta sexta-feira ela pode ser rebaixada à Série B da nova competição criada pela Uefa. Para que isso não aconteça, terá que torcer para que a Holanda não derrote a França, em Amsterdã. O técnico Joachim Löw minimizou nesta quarta a possível queda alemã em um ano que o país deu vexame na Copa do Mundo da Rússia ao cair ainda na fase de grupos.

"Se não for possível (evitar o rebaixamento), não será o fim do mundo. É possível subir depois. O importante é as Eliminatórias da Eurocopa (a partir de 2019) e é nisso que tem os de nos concentrar", disse o treinador em entrevista coletiva na véspera do amistoso contra a Rússia, em Leipzig.

Caso a Holanda não derrote a França nesta sexta-feira, a Alemanha terá uma chance de evitar o descenso na Liga das Nações. Na próxima segunda, a seleção tetracampeão mundial receberá os holandeses, em Gelsenkirchen, e será necessário obrigatoriamente uma vitória.

"Amanhã (quinta-feira), o resultado não é muito relevante, o importante serão as conclusões que tiraremos da partida. Na segunda-feira, dependendo do resultado de Holanda x França, pode ser que tenhamos alguma possibilidade de evitar o rebaixamento", completou o treinador alemão.

Para encarar os russos, Joachim Löw não terá três jogadores. O volante Toni Kroos foi liberado dos treinos desta semana e só se apresentará nesta sexta-feira para o confronto contra a Holanda, o meia Marcos Reus sente dores no pé direito e Julian Draxler passa por problemas familiares e também não está participando das atividades com o restante do elenco.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade