PUBLICIDADE

River Plate goleia Alianza Lima pela Libertadores

Com resultado, argentinos avançam para as oitavas de final da competição, enquanto peruanos não saíram da lanterna do grupo

25 mai 2022 21h26
| atualizado às 22h16
ver comentários
Publicidade
Julian Álvarez teve noite histórica nesta quarta-feira (Foto: Conmebol)
Julian Álvarez teve noite histórica nesta quarta-feira (Foto: Conmebol)
Foto: Lance!

Histórico. Não há palavra que defina melhor a noite de Julián Álvarez. Nesta quarta-feira, 25, o atacante argentino marcou estratosféricos seis gols na goleada do River Plate sobre o Allianza Lima por 8 a 1, no Monumental de Nunez, pela Libertadores da América.

Com o resultado, o River, que fechou o grupo F na liderança com 16 pontos, ultrapassou o Flamengo como segunda melhor campanha geral da fase de grupos da competição. O Allianza terminou na lanterna, com um ponto.

O JOGO

O River Plate mostrou sua superioridade desde o minuto inicial. Trabalhando de pé em pé, não deu espaço para o Alianza Lima e não precisou de muito esforço para sair à frente do placar. Aos 15, Alvarez roubou a bola na entrada da área e abriu o placar. Três muitos depois, Simón lançou, e o atacante ampliou.

Os peruanos tentaram aumentar a posse de boa, mas não conseguiram chegar com perigo no campo ofensivo. Dessa forma, os argentinos seguiram com tudo. Os Millonarios aumentaram a vantagem com Álvarez - mais uma vez. Dessa vez, ele recebeu na entrada da área e mandou no canto de Campos.

A segunda etapa foi ainda mais movimentada. Logo aos 8, Simón finalmente marcou. Barco tabelou com Álvarez e finalizou cruzado. O meio-campista pegou a sobra e só empurrou para as redes. Um minuto depois, Álvarez ampliou. Campos tentou driblar em boa recuada em cima do camisa 9, mas errou. O atacante roubou e fez o quarto. Aos 12, mais um gol dele. Dessa vez Gómez mandou em profundidade, e o Rei da América, com categoria, marcou pela quinta vez.

Depois disso, o jogo ficou mais calmo, mas o Alianza Lima sequer tocou na bola. O River Plate seguiu no domínio e ampliou aos 34. Gómez anotou seu segundo gol depois de mandar uma bomba e acertar o ângulo de Campos, que nada fez. Quatro minutos depois, Gómez mandou para Álvarez, que limpou e tocou de canhota, na saída do goleiro. Os peruanos descontaram de pênalti, com Lavandeira mandando no canto de Armani.

Lance!
Publicidade
Publicidade