PUBLICIDADE

Futebol Internacional

No último lance, Liverpool bate San Lorenzo pela Libertadores

Confronto foi definido graças a lance de enorme desatenção por parte dos argentinos

23 abr 2024 - 23h01
(atualizado em 24/4/2024 às 17h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Eitan Abramovich/AFP via Getty Images - Legenda: Resultado na capital uruguaia foi extremamente ruim para o San Lorenzo / Jogada10

Pelo Grupo F da Libertadores, Liverpool e San Lorenzo se enfrentaram nesta terça-feira (23), no Uruguai, e iam empatando até os momentos finais do confronto. Porém, com o triunfo dos mandantes por 1 a 0, a chave tem Palmeiras, Independiente del Valle e Liverpool igualados com quatro unidades. Por sua vez, os argentinos ficaram na lanterna, com apenas um ponto conquistado.

O Ciclón começou a partida buscando a dominância das ações, mas esbarrava em um forte sistema de marcação uruguaio que fechava bem os espaços. Entretanto, se na defesa o Liverpool era eficiente, no ataque pouco produzia, deixando o confronto uma sequência de disputas, mas sem chances reais de gol.

Principalmente do lado argentino, as dificuldades estavam na tomada de decisão próximas a meta adversária. A transição era feita com certa velocidade, principalmente, sob a posse de Nahuel Barrios. Contudo, faltava maior eficiência e agilidade para a armação de jogadas onde, nos erros constantes de passe, a posse era cedida regularmente para os anfitriões.

Com isso, a melhor chance da primeira etapa foi do Liverpool e surgiu em cobrança de escanteio. Após a bola alçada, Matías Ocampo desviou na primeira trave e viu a pelota tocar o travessão de Facundo Altamirano.

Quando parecia definido…

Em uma sequência de lances, a equipe de Boedo chegou a dar a impressão de maior efetividade em sua pressão ofensiva. Nos lances em questão, uma boa defesa de Gastón Guruceaga e a pelota passando rente a trave direita evitaram a inauguração do marcador na cidade de Montevidéu.

Porém, fora desse contexto, o jogo voltou ao ritmo que agradava ao Liverpool e sua maior dificuldade de exercer domínío sobre o oponente. Ou seja, com característica mais física e de disputas do que em transições na troca de passes e movimentação no ataque.

Desse modo, mesmo com os dois treinadores fazendo mudanças de nomes, o contexto do enfrentamento não mudou. Contudo, na última oportunidade da partida, Franco Nicola aproveitou o desentendimento entre a zaga e Altamirano para tocar por cima do arqueiro e marcar o agônico tento da vitória.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade