3 eventos ao vivo

Mil dias para a Copa-2022: Catar se prepara para fazer a melhor edição

25 fev 2020
15h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Catar está se preparando intensamente para receber a Copa do Mundo da Fifa de 2022. Faltando exatos mil dias para a competição, o país tem trabalhado bastante para fornecer a melhor estrutura possível às seleções que disputarão o principal torneio do futebol mundial.

Localizado no Oriente Médio, a infraestrutura nacional vem crescendo rapidamente ao redor de Doha, capital catari. Dois estádios já estão disponíveis para uso, o Jalifa International e o Al Janoub, e mais três serão inaugurados neste ano: o Cidade da Educação, o Al Rayyan e o Al Bayt. Outros três ainda serão entregues a tempo do torneio.

Faltam exatos mil dias para a Copa do Mundo (Foto: Divulgação/CAF)
Faltam exatos mil dias para a Copa do Mundo (Foto: Divulgação/CAF)
Foto: Gazeta Esportiva

Além disso, foram construídas mais linhas de metrô, que já transportaram mais de 50.000 torcedores no Mundial de Clubes da Fifa de 2019. Futuramente, novas estradas e campos de treinamento serão concluídos e o aeroporto será ampliado, com acomodações permanentes e temporárias para atender à demanda.

O Catar ainda pretende utilizar o tamanho do território a seu favor. As dimensões reduzidas do país árabe permitirão que as 32 seleções estejam sempre próximas dos oito estádios da competição, do Fifa Fan Fest, de alguns museus de renome mundial e das dunas do deserto local, um dos pontos turísticos da região.

"Faltando mil dias para a Copa, o Catar está mais avançado do que qualquer organizador anterior. Ele quer deslumbrar o mundo e está no caminho certo", disse Gianni Infantino, presidente da Fifa.

O país espera que 2022 seja um ponto de virada no ponto de vista cultural. A competição abrirá as portas do território para o mundo e oferecerá uma nova perspectiva a seus habitantes e estrangeiros, aproximando as pessoas e servindo como caminho para a formação de uma unidade nacional.

S. A. Hassan al Thawadi, secretário geral do Comitê Supremo de Organização e Legado do Catar, não escondeu o otimismo para o torneio. "Nos dedicamos há dez anos, dia e noite, para trabalhar nesta competição. Pessoalmente, estou muito animado, mas também um pouco nervoso. Porém, o mais importante, não tenho dúvidas de que será a melhor Copa do Mundo. Temos confiança de que a primeira Copa no Oriente Médio e no mundo árabe ficará marcada na história da organização dos grandes eventos esportivos".

CEO da Copa no Catar, Nasser al Khater também destacou suas expectativas para o evento. "Como os projetos de infraestrutura atendem ao planejado, uma de nossas principais prioridades agora é moldar a experiência dos fãs em 2022. Queremos um torneio aberto a todos, atraente para as famílias, e que já mostre o lado mais positivo de nosso país. Aprendemos muito com a Mundial de Clubes em todos os campos funcionais e aplicaremos esse conhecimento à edição de 2020 e aos planos para 2022", declarou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade