PUBLICIDADE

Barcelona e Manchester United encaram 'decisão' na Liga dos Campeões

Equipe de Xavi recebe o Benfica no Camp Nou; com treinador interino, o time de Cristiano Ronaldo visita o Villarreal

23 nov 2021 05h11
| atualizado às 05h11
ver comentários
Publicidade

O técnico Xavi Hernandez vai enfrentar, nesta terça-feira, uma 'decisão' em sua segunda partida no comando do Barcelona. O time catalão enfrenta o Benfica, no Camp Nou, em duelo válido pela quinta rodada do Grupo E da Liga dos Campeões. As duas equipes disputam a segunda vaga para as oitavas de final. O primeiro lugar já é do Bayern de Munique, que visita o Dínamo de Kiev, na Ucrânia.

Se o time alemão soma 12 pontos, após quatro vitórias, os espanhóis têm seis, contra quatro dos portugueses. Uma vitória coloca o Barça na próxima fase, um empate leva a decisão para a última rodada, enquanto uma derrota espanhola poderá significar a desclassificação na fase de grupos pela primeira vez em duas décadas.

Pensando em não decepcionar o torcedor em um período tão curto no cargo, Xavi espera contar com o retorno de Dembele, Sergi Roberto e Sergiño Dest, recuperados de lesões. O francês está ausente desde o início do mês por causa de um problema muscular na coxa. O espanhol também tem uma lesão muscular e o americano sofre com dores nas costas.

"Vejo o jogo como uma oportunidade, não sinto pressão acrescida. É uma oportunidade de ouro para passar às oitavas, uma desforra para nós, para dizermos que somos o 'Barça', que jogamos em casa. Gosto deste desafio", afirmou Xavi. "O Barça não está num momento de encher o peito, mas de ser otimista e positivo. Temos de demonstrar em campo que somos melhores. Se ganharmos estamos nas oitavas. Temos de ser corajosos, sairmos para o ataque."

Se o Barcelona vai ter um técnico 'novo' em ação, o Manchester United vai com um interino para a Espanha, onde vai enfrentar o Villarreal, afinal Ole Gunnar Solskjaer foi demitido após a derrota por 4 a 1 para o Watford no fim de semana pelo Campeonato Inglês.

Michael Carrick assumiu o United interinamente e vai ter de obter um bom resultado no campo do adversário, com a liderança em disputa. As duas equipes somam sete pontos, enquanto a Atalanta (cinco pontos) enfrenta o Young Boys (três) na Suíça.

"Pelo que me disseram, estou preparando o time para amanhã (terça-feira) à noite e vou dar o meu melhor. Este clube tem sido a minha vida há muito tempo. Não tenho muita certeza quanto tempo isso vai durar, mas não estou pensando nisso agora", afirmou Carrick.

Carrick só vai decidir no vestiário se vai ou não utilizar Luke Shaw e Edinson Cavani. O certo é que Mason Greenwood (com covid-19) Raphel Varane e Paul Pogba, ambos contundidos, estão fora. Já o Villarreal não terá Gerard Moreno, enquanto a utilização de Arnaut Danjuma e Yeremy Pino só será definida nesta terça-feira.

Pelo Grupo H, o clássico da rodada entre Chelsea e Juventus, em Londres, que vai servir apenas para definir as posições. Com quatro vitórias, a equipe italiana tem 12 pontos contra nove dos ingleses. Um empate elimina Malmoe e Zenit, que se enfrentam na Suécia.

Romelu Lukaku e Timo Werner, que não estiveram em campo na vitória por 3 a 0 sobre o Leicester, no Inglês, devem reforçar o Chelsea. Do lado da Juve, Paulo Dybala, ainda sem totais condições, deverá iniciar a partida no banco de reservas.

Sevilla x Wolfsburg e Lille x Salzburg são os confrontos do Grupo G, onde todos os times ainda possuem chances de classificação para as oitavas de final. Salzburg lidera com sete pontos, seguido por Lille e Wolfsburg, enquanto o Sevilla tem três pontos, na quarta colocação.

Estadão
Publicidade
Publicidade