PUBLICIDADE

Jogador tem casa invadida e ladrões levam carro de R$ 2,5 mi

Jogador da seleção chilena e da Inter de Milão teve residência assaltada no dia 7, mas caso foi revelado apenas neste domingo (28)

29 nov 2021 11h47
| atualizado às 11h59
ver comentários
Publicidade
Meio-campista chileno, Arturo Vidal 
05/02/2021 REUTERS/Jennifer Lorenzini
Meio-campista chileno, Arturo Vidal 05/02/2021 REUTERS/Jennifer Lorenzini
Foto: Reuters

O meia Arturo Vidal foi mais uma vítima de ladrões que estão aterrorizando a vida de moradores da área residencial de Villaggio del Sole, na província de Como, na Itália. Enquanto defendia a Internazionale no clássico contra o Milan, no Estádio San Siro, em Milão, o volante da seleção chilena teve sua casa invadida, com bandidos levando ouro, joias e um carro avaliado em R$ 2,5 milhões.

O crime ocorreu no dia 7 de novembro, mas só foi revelado neste domingo, pelo jornal La Provincia di Como, que vem noticiando o aumento da criminalidade na região e revelou que Vidal foi mais uma das tantas vítimas a terem bens de alto valor saqueados.

O atleta apresentou queixa aos policiais da cidade de Rebbio, que ainda estão investigando a ação dos bandidos. O prejuízo do jogador da seleção chilena poderia ter sido ainda maior, pois os criminosos ainda tentaram roubar uma Ferrari do jogador, mas não tiveram êxito.

A luxuosa área residencial em Villaggio del Sole, onde fica a residência de Vidal, foi alvo de diversos assaltos nas últimas semanas. Os ladrões aproveitam a ausência dos moradores e fazem os roubos sem que ninguém perceba.

O chileno optou por não expor o caso, mas está buscando auxílio da polícia local e estudando reforçar a segurança na residência após o roubo. Além de ser vítima de ladrões, ele vive enorme inferno astral no campo, com a reserva na Internazionale e com a seleção chilena mal nas Eliminatórias Sul-Americanas.

Estadão
Publicidade
Publicidade