PUBLICIDADE

Atual campeã europeia, Itália supera a Bélgica e fica em 3º na Liga das Nações

10 out 2021 12h35
| atualizado às 12h35
ver comentários
Publicidade

A Itália venceu a Bélgica neste domingo e conquistou o terceiro lugar na Liga das Nações. Com gols de Barella e Berardi, os italianos terminaram com o placar de 2 a 1.

A equipe perdeu a semifinal para Espanha e encerrou seus 37 jogos de invencibilidade com o técnico Roberto Mancini. A seleção termina o torneio com quatro vitórias, três empates e uma derrota.

O jogo - Aos seis minutos do primeiro tempo, Acerbi saiu jogando errado e Batshuayi, substituto de Lukaku, quase abriu o placar. Aos 24, ótima oportunidade da Bélgica. Saelemaekers acertou o travessão e Donnarumma teve que "tirar com os olhos".

A posse de bola até os 35 minutos de jogo era equilibrada: 47% para os italianos e 53% para os belgas. Nos últimos minutos, Berardi fez ótimo lançamento para Chiesa, que entrou na área e chutou. Courtois, com os pés, colocou para escanteio.

Em um duelo bastante movimentado pela disputa de terceiro lugar, a Itália foi para o vestiário com oito chutes, enquanto seu adversário com quatro.

Se antes o alvo não teve tiro certeiro, o começo da segunda etapa foi diferente. Logo no primeiro minuto, após escanteio da Itália, a zaga cortou para o meio da área e Barella pegou de primeira, sem chances para Courtois. Aos 14, a Bélgica chegou com a sua melhor oportunidade na partida. Após passe de De Bruyne, De Ketelaere achou Batshuayi, que acertou um chutaço no travessão.

O marcador não parou no 1 a 0. Cinco minutos depois, Castagne acertou Chiesa na área e juiz marcou pênalti. Berardi bateu de perna esquerda e Courtois pegou na bola, mas ela morreu no fundo da rede. Aos 23, Donnarumma saiu mal, se enrolou com a bola e quase permitiu que a Bélgica descontasse. Um minuto depois, o goleiro do PSG se redimiu e defendeu um chute perigoso de Alderweireld.

Já no fim da partida, aos 36, Carrasco acerta o terceiro chute da Bélgica na trave. Aos 40, em um contra-ataque ligado por Courtois, De Bruyne achou De Ketelaere. O jovem de 20 anos entrou na área, tocou por entre as pernas do goleiro e diminuiu na contagem.

Por mais que a Bélgica tentasse pressionar a Itália, o time comandado por Mancini retomava o controle da partida e não deixou que o empate viesse à tona.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade