PUBLICIDADE

Uefa pune Federação Inglesa por 'vandalismo' da torcida na semifinal da Eurocopa

Entidade informe que multa ocorre por 'utilização do apontador laser, às perturbações durante os hinos nacionais e a iluminação de fogos de artifício'

10 jul 2021 11h59
| atualizado às 12h00
ver comentários
Publicidade

A Federação Inglesa de Futebol terá de desembolsar R$ 108 mil de multa por causa de atos hostis de sua torcida na semifinal da Eurocopa, contra a Dinamarca, em Wembley. O valor é referente à punição imposta após uma série de problemas registrados na partida, como a utilização de um laser no rosto do goleiro Schmeichel na hora do pênalti decisivo da prorrogação.

Um processo de investigação havia sido instalado na quinta-feira pelo departamento de controle, ética e disciplina da Uefa e a sentença saiu neste sábado. Antes da decisão com a Itália, ainda veio nova advertência, já que são esperados mais 66 mil torcedores na decisão novamente em Wembley.

A Uefa informou que a punição veio "devido à utilização do apontador laser, às perturbações durante os hinos nacionais e a iluminação de fogos de artifício." Foram três inflações detectadas portanto.

Além da tentativa de atrapalhar Schmeichel na hora do pênalti - o dinamarquês defendeu a cobrança, mas Kane fez no rebote -, os ingleses ainda desrespeitaram o hino rival e utilizaram sinalizadores na arquibancada naquela vitória por 2 a 1.

A Uefa não gostou de ver os ingleses assoviando na hora em que o hino da Dinamarca tocava no estádio de Wembley. Também não deixou passar em branco a utilização dos sinalizadores, proibido nas partidas, e deixou um recado que a repetição neste domingo pode custar punições posteriores nas eliminatórias para a Copa, até com perda de mando ou portões fechados.

Italianos já garantiram que não temem a pressão vinda das arquibancadas neste domingo. Resta saber se mostrarão isso em campo e chegarão ao bicampeonato da Eurocopa ou se a Inglaterra, enfim, buscará o inédito título.

Estadão
Publicidade
Publicidade