PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Eurocopa 2024: conheça as seleções do Grupo E

Bélgica é a favorita. Eslováquia, Romênia e Ucrânia prometem uma disputa emocionante por vaga nas oitavas de final

14 jun 2024 - 10h00
(atualizado às 10h14)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Arte Jogada10 - Legenda: Seleções do Grupo E da Eurocopa / Jogada10

Único grupo sem título da Eurocopa 2024, o Grupo E promete ser um dos mais equilibrados. Apesar do favoritismo da Bélgica, que não deve ter problemas para avançar às oitavas de final, a disputa entre Eslováquia, Romênia e Ucrânia promete ser ponto a ponto pela vaga no mata-mata da competição continental. Veja abaixo as principais informações sobre o Grupo E

Jogos do Grupo E

17/6 - Romênia x Ucrânia - 10h

17/6 - Bélgica x Eslováquia - 13h

21/6 - Eslováqiia x Ucrânia - 10h

21/6 - Bélgica x Romênia - 16h

26/6 - Eslováquia x Romênia - 13h

26/6 - Ucrânia x Bélgica - 13h

Bélgica

Favorita do grupo, a Bélgica não deve ter dificuldades para avançar às oitavas de final. A seleção belga se classificou para a Euro de 2024 após garantir o primeiro lugar do Grupo F nas Eliminatórias e disputa a competição continental pela sétima vez na história. Apesar da geração talentosa que encantou o futebol mundial nos últimos anos, o melhor desempenho do país na Eurocopa continua sendo o vice-campeonato em 1980, além do terceiro lugar dentro de casa em 1972. Nas últimas duas edições, caiu nas quartas de final. Em meio a uma transição de gerações, os belgas passaram por dificuldades na última Copa do Mundo e foram eliminados na fase de grupos, e chegam na Euro com incerteza. O principal destaque da equipe é o meia Kevin De Bruyne, do Manchester City. A seleção belga ainda conta com jovens que se destacaram na última temporada como Jeremy Doku, do Manchester City, e Lois Openda, do RB Leipzig.

Convocados

Goleiros: Koen Casteels (VfL Wolfsburg), Thomas Kaminski (Luton Town) e Matz Sels (Nottingham Forest)

Defensores: Timothy Castagne (Fulham), Maxim De Cuyper (Club Brugge), Zeno Debast (Anderlecht), Wout Faes (Leicester City), Thomas Meunier (Trabzonspor), Jan Vertonghen (Anderlecht), Arthur Theate (Stade Rennais) e Axel Witsel (Atletico Madrid)

Apoiadores: Yannick Carrasco (Al Shabab), Kevin De Bruyne (Manchester City), Orel Mangala (Olympique Lyonnais), Amadou Onana (Everton), Youri Tielemans (Aston Villa), Arthur Vermeeren (Atletico Madrid) e Aster Vranckx (vfL Wolfsburg)

Atacantes: Johan Bakayoko (PSV Eindhoven), Charles De Ketelaere (Atalanta), Jeremy Doku (Manchester City), Romelu Lukaku (Roma), Dodi Lukebakio (Sevilla), Lois Openda (RB Leipzig) e Leandro Trossard (Arsenal)

Eslováquia

A Eslováquia disputará a Eurocopa pela terceira vez desde o fim da Tchecoslováquia. Após participar das edições de 2016 e 2020, os eslovacos garantiram a vaga na Euro de 2024 após se classificarem em segundo lugar no Grupo J das Eliminatórias. O melhor desempenho do país desde que se tornou independente foi as oitavas de final na edição de 2016. Na última participação, não passou da primeira fase. Na Alemanha, a Eslováquia acredita ser possível chegar às oitavas de final, nem que seja com o terceiro lugar da chave. Os principais nomes da equipe são o zagueiro Milan Skriniar, do Paris Saint-Germain, da França, e o meia Stanislav Lobotka, do Napoli, da Itália.

Convocados

Goleiros: Martin Dúbravka (Newcastle United), Marek Rodák (Fulham) e Henrich Ravas (New England Revolution)

Defensores: Peter Pekarík (Hertha BSC), Milan Škriniar (Paris Saint-Germain), Norbert Gyömbér (Salernitana), Dávid Hancko (Feyenoord), Denis Vavro (Copenhagen), Vernon De Marco (Hatta), Adam Obert (Cagliari), Matúš Kmeť (AS Trenčín) e Sebastian Kóša (Spartak Trnava)

Apoiadores: Juraj Kucka (Slovan Bratislava), Ondrej Duda (Hellas Verona), Patrik Hrošovský (Genk), Stanislav Lobotka (Napoli), Matúš Bero (VfL Bochum) e László Bénes (Hamburger SV)

Atacantes: Róbert Boženík (Boavista), Lukáš Haraslín (Sparta Prague), Tomáš Suslov (Hellas Verona), Ivan Schranz (Slavia Prague), David Strelec (Slovan Bratislava), Dávid Ďuriš (Ascoli), Ľubomír Tupta (Slovan Liberec) e Leo Sauer (Feyenoord)

Romênia

A Romênia surpreendeu nas Eliminatórias da Euro após superar a Suíça e assegurar o primeiro lugar do Grupo I. Será a sexta participação da seleção romena na competição. A última vez que participou foi na edição de 2016, quando não passou da fase de grupos. O melhor desempenho dos romenos no torneio continental foi em 2000, quando foram eliminados nas quartas de final. A equipe comandada por Edward Iordanescu não possui nenhum grande nome do futebol, mas tem jovens interessantes como Ianis Hagi, filho de Gheorge Hagi, considerado um dos maiores nomes da história do futebol romeno.

Convocados

Goleiros: Florin Niță (Gaziantep), Horațiu Moldovan (Atlético Madrid) e Ștefan Târnovanu (FCSB)

Defensores: Nicușor Bancu (Universitatea Craiova), Andrei Burcă (Al-Okhdood), Ionuț Nedelcearu (Palermo), Adrian Rus (Pafos), Andrei Rațiu (Rayo Vallecano), Radu Drăgușin (Tottenham Hotspur), Vasile Mogoș (CFR Cluj) e Bogdan Racovițan (Raków Częstochowa)

Apoiadores: Nicolae Stanciu (Damac), Răzvan Marin (Empoli), Alexandru Cicâldău (Konyaspor), Ianis Hagi (Alavés), Dennis Man (Parma), Valentin Mihăilă (Parma), Marius Marin (Pisa), Darius Olaru (FCSB), Deian Sorescu (Gaziantep), Florinel Coman (FCSB) e Adrian Șut (FCSB)

Atacantes: George Pușcaș (Bari), Denis Alibec (Muaither), Denis Drăguș (Gaziantep) e Daniel Bîrligea (CFR Cluj)

Ucrânia

Em meio a guerra com a Rússia, a Ucrânia conseguiu superar os obstáculos e conquistou a vaga na Eurocopa de 2024 após vencer a Islândia na repescagem. A seleção ucraniana disputará a Euro pela quarta vez na história - e será a quarta participação consecutiva. A estreia aconteceu em 2012, quando foi um dos países-sede, e voltou a disputar em 2016 e 2020. A primeira vez que os ucranianos avançaram para o mata-mata foi justamente na última edição, quando chegaram às quartas de final e conquistaram o seu melhor resultado desde que se tornaram um país independente com o fim da União Soviética. Os principais nomes da equipe são o goleiro Andriy Lunin, campeão europeu com o Real Madrid, o meia Oleksandr Zinchenko, do Arsenal, além da dupla de ataque Viktor Tsyhankov e Artem Dovbyk, que se destacaram com o Girona, da Espanha, nesta temporada.

Convocados

Goleiros: Heorhiy Bushchan (Dynamo Kyiv), Anatoliy Trubin (Benfica) e Andriy Lunin (Real Madrid)

Defensores: Mykola Matviyenko (Shakhtar Donetsk), Vitaliy Mykolenko (Everton), Illya Zabarnyi (Bournemouth), Oleksandr Tymchyk (Dynamo Kyiv), Yukhym Konoplya (Shakhtar Donetsk), Bohdan Mykhaylichenko (Polissya Zhytomyr), Valeriy Bondar (Shakhtar Donetsk), Maksym Talovyerov (LASK) e Oleksandr Svatok (Dnipro-1)

Apoiadores: Serhiy Sydorchuk (Westerlo), Oleksandr Zinchenko (Arsenal), Ruslan Malinovskyi (Genoa), Viktor Tsyhankov (Girona), Taras Stepanenko (Shakhtar Donetsk), Oleksandr Zubkov (Shakhtar Donetsk), Mykola Shaparenko (Dynamo Kyiv), Mykhailo Mudryk (Chelsea), Heorhiy Sudakov (Shakhtar Donetsk) e Volodymyr Brazhko (Dynamo Kyiv)

Atacantes: Roman Yaremchuk (Valencia), Artem Dovbyk (Girona), Vladyslav Vanat (Dynamo Kyiv) e Andriy Yarmolenko (Dynamo Kyiv)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

 
Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade