PUBLICIDADE

Vinicius Jr. se movimenta bem, mas estreia com derrota para o United

31 jul 2018 23h07
| atualizado às 23h20
ver comentários
Publicidade

Vinicius Júnior esteve "especialmente ativo" em sua estreia como jogador do Real Madrid, mas "as suas ações foram mais fogos de artifício do que dinamite de verdade". Essa foi a análise do jornal espanhol As sobre os primeiros 45 minutos do atacante revelado pelo Flamengo como atleta merengue, na noite desta terça-feira, em Miami. Substituído por Raúl de Tomás no princípio do segundo tempo, o brasileiro amargou uma derrota por 2 a 1 para o Manchester United pela Copa Internacional dos Campeões, torneio amistoso que antecede a temporada europeia.

O jogo marcou outras estreias, como a do técnico Julen Lopetegui pelo Real Madrid e a do meio-campista brasileiro Fred, que ficou machucado a serviço da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo, pelo Manchester United.

Do lado inglês, a vitória foi a primeira pela Copa Internacional dos Campeões, já que o Manchester United havia empatado por 1 a 1 com o Milan e sofrido uma goleada por 4 a 1 do rival Liverpool em seus compromissos anteriores. Já o Real Madrid ainda tem mais duas partidas pela competição, ambas contra oponentes da Itália - a Juventus de Cristiano Ronaldo (que ainda não estreará), em 4 de agosto, e a Roma, no dia 7.

O jogo - Nos primeiros minutos da partida, Vinicius Junior estava mais preso à ponta esquerda, tímido. É verdade que Real Madrid e Manchester United também não tinham tanto ímpeto para atacar, protagonizando um duelo em ritmo lento, típico de pré-temporada.

Nesse cenário, o Manchester United levou a melhor quando acelerou um pouco o jogo. Aos 17 minutos, o italiano Matteo Darmian avançou à linha de fundo direita e cruzou para trás. O chileno Alexis Sánchez apareceu para completar para o gol.

Em desvantagem, o Real Madrid passou a buscar mais o jogo a partir de então. Vinicius Júnior também se soltou no gramado. Aos 23, por exemplo, o jovem atacante brasileiro levantou a torcida para pedalar para cima do holandês Fosu-Mensah e cruzar com força. O galês Gareth Bale não conseguiu emendar para a meta.

Apesar da melhora do Real Madrid, o Manchester United ampliou. Aos 26 minutos, o espanhol Juan Mata, revelado pelo clube adversário, fez lançamento para Alexis Sánchez, que ajeitou de cabeça. Ander Herrera, outro espanhol, concluiu.

O Real Madrid descontou ainda primeira etapa, mas já nos acréscimos. Aos 47, o francês Theo Hernández fez o cruzamento, e o compatriota Karim Benzema se antecipou à marcação para desviar para a rede.

Animado pelo gol, o Real Madrid iniciou o segundo tempo com mais posse de bola. Vinicius Junior tinha liberdade para flutuar pelo gramado e parecia disposto a puxar a sua equipe à frente por meio de velocidade e habilidade.

Aos 15 minutos, porém, o ex-flamenguista deixou o gramado, substituído por Raúl de Tomás sob aplausos de boa parte do público presente no Hard Rock Stadium. Àquela altura, o técnico Julen Lopetegui já tinha começado a rodar o seu time titular, fazendo testes para a temporada.

Pelo Manchester United, o técnico português José Mourinho sacou Fred pouco depois, mandando o congolês Axel Tuanzebe a campo. Daquele momento em diante, o ex-comandante merengue fechou o time inglês, que, mesmo pressionado pelo Real Madrid, conseguiu segurar o resultado positivo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade