0

Tuchel explica Neymar no banco contra o Real e diz: "Não tenho medo de perdê-lo"

26 nov 2019
23h47
  • separator
  • 0
  • comentários

Nesta terça-feira, Neymar fez sua estreia pelo Paris Saint-Germain na atual edição da Liga dos Campeões da Europa. O brasileiro começou no banco de reservas e entrou no intervalo do empate diante do Real Madrid, no Santiago Bernabéu, pela fase de grupos do torneio. Após a partida, o técnico Thomas Tuchel explicou a decisão de não escalar o camisa 10 entre os titulares, afirmando que pensou na situação física do atleta, que acabou de retornar de lesão.

"Não, não tenho medo (de perder Neymar). Temos um bom relacionamento, uma conexão. Somos honestos. Fizemos a mesma coisa com Mbappé contra o Galatasaray. Ney vem de seis semanas de lesão, não era necessário correr esse risco", declarou o comandante.

Tuchel ainda argumentou dizendo que pensou em manter a formação tática da equipe parisiense, que foi para o jogo com a classificação para o mata-mata garantida. "Para mim, foi uma possibilidade para uma difícil partida com várias situações defensivas. Eu falei com ele honestamente. Todo mês, ele perdeu alguns dias. Eu tomei a decisão por ele, por sua saúde. Não era o momento de mudar nossa estrutura (4-3-3)", completou.

O duelo contra os merengues foi o terceiro de Neymar no banco de reservas desde que chegou ao PSG, em 2017. Antes, o brasileiro havia sido suplente no time francês pela Supercopa da França de 2018, depois da Copa do Mundo da Rússia, e em abril deste ano, contra o Monaco, após se recuperar de lesão.

Com o resultado desta terça-feira, o Paris Saint-Germain chegou a 13 pontos conquistados e garantiu a liderança do Grupo A da Liga dos Campeões, seguido do Real Madrid, que tem oito pontos e confirmou sua classificação para as oitavas de final. Na ultima rodada da primeira fase, a equipe da capital francesa recebe o Galatasaray.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade