0

Após 8 anos no PSG, Thiago Silva poderá ser campeão europeu em seu último jogo

Zagueiro prolongou o contrato apenas para jogar a fase final da Liga dos Campeões e pode fechar passagem com título inédito

18 ago 2020
19h33
atualizado às 19h33
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após oito anos no Paris Saint-Germain, o zagueiro Thiago Silva vai disputar o último jogo com a camisa da equipe francesa, domingo, na final da Liga dos Campeões. Capitão do time, o brasileiro poderá levantar a taça mais importante na história do clube.

"Tivemos alguns contratempos nos últimos três anos, quando caímos nas oitavas de final. E lógico que a cobrança cai em cima do capitão. Espero que no domingo seja uma partida vitoriosa", disse o jogador, que está no time parisiense desde 2012.

O defensor, de 35 anos, que estendeu seu contrato apenas até o final da Liga dos Campeões, fez questão de elogiar o goleiro Sergio Rico,, substituto de Navas, fora do jogo por causa de uma lesão. "A atmosfera do grupo é muito boa, positiva. Não só dentro de campo, como vimos hoje, mas fora também. Quero parabenizar o Sergio pela atuação de hoje, ao entrar para atuar tão bem em um jogo tão difícil."

Thiago Silva afirmou que não tem contrato assinado com nenhum clube e afirmou que o companheiro e amigo Neymar tem tudo para ser apontado como o melhor do mundo na temporada. "Ele se preparou muito bem durante a pandemia e está sendo decisivo para nós. Espero que no domingo ele esteja iluminado. Ganhando ou não, acho que ele tem potencial para ser eleito o melhor do mundo."

O capitão tem o respeito por parte de seus companheiros neste momento de despedida do clube. "É um orgulho poder jogar ao lado de um capitão como o Thiago, que também é uma grande pessoa. Ele fez grandes partidas nesta temporada e liderou a equipe."

O técnico Thomas Tuchel preferiu destacar o trabalho de grupo da equipe. "Soubemos sofrer e trabalhar juntos. Demonstramos nossa força e conseguimos neutralizar a aceleração das jogadas do adversário. Agora vamos esperar o próximo obstáculo para sabermos o que precisamos preparar para colocar em campo."

Veja também:

Newell’s Old Boys sonha com retorno de Messi
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade