PUBLICIDADE

Dono do Chelsea, russo Abramovich deixa o comando do clube

Ligado a Vladimir Putin, bilionário entrega o comando do clube após o governo britânico anunciar sanções contra empresários russos

26 fev 2022 - 18h12
(atualizado às 18h26)
Ver comentários
Publicidade
Roman Abramovich
Roman Abramovich
Foto: REUTERS/Suzanne Plunkett/File Photo

O russo Roman Abramovich anunciou neste sábado, 26, que entregou o comando do Chelsea à fundação de caridade do clube. Isto ocorreu devido à pressão da opinião pública britânica pela ligação do bilionário com Vladimir Putin, líder do governo da Rússia.

Em nota oficial através do site do Chelsea, Abramovich comunicou sua saída do clube, mas não citou a guerra entre russos e ucranianos. O bilionário acredita que é a melhor decisão para os Blues.

"Sempre tomei minhas decisões pensando nos melhores interesses do clube. Sigo comprometido com esses valores", disse Abramovich em nota. 

Na última quinta-feira, 24, a pressão aumentou devido a um pedido do parlamentar britânico Chris Bryant para que Abramovich deixasse o comando do Chelsea por causa de seu vínculo com Putin. O deputado revelou documentos de 2019 que mostram a relação de Abramovich com o Estado russo.

Abramovich, no entanto, seguirá sendo o proprietário do Chelsea, que foi comprado pelo bilionário em junho de 2003.

Lance!
Publicidade
Publicidade