5 eventos ao vivo

Suárez faz desabafo após saída indesejada do Barcelona: 'Doeu muito em mim'

Uruguaio critica com veemência a diretoria do clube pela maneira como o tratou no processo que resultou com a sua dispensa

10 out 2020
11h29
atualizado às 11h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A saída de Luis Suárez do Barcelona, consumada já há duas semanas, continua dando o que falar. O jogador uruguaio fez um longo desabafo e criticou com veemência a diretoria do clube espanhol pela maneira como o tratou no processo que culminou com a sua dispensa da equipe que defendeu por seis temporadas.

Em entrevista à ESPN da Argentina, Suárez detonou a conduta dos dirigentes pelo fato de ter ficado sabendo pela imprensa que seria dispensado do Barcelona e afirmou que merecia mais respeito, considerando a história que construiu no time catalão.

"Eu acho que vai mais além de que alguém troque de clube, que tome a decisão dessa forma, dessa maneira. Foram seis anos no Barcelona, tinha uma boa relação com a direção, com todo mundo do clube, nunca tive problema. Com todo o respeito que ganhei dentro de campo, creio que eu merecia pelo menos não ficar sabendo pela imprensa (que ia sair). Isso me doeu muito, e a minha família também", desabafou.

"Ficaram uma semana, 10 dias, falando coisas ruins, de dinheiro, que eu não queria ir embora, que não iam rescindir contrato. Deveriam ter me chamado, explicado a situação. 'Luis, vamos buscar o melhor para o clube, acreditamos que essa é a melhor solução, fim de ciclo, etc, etc, podemos falar e analisar'", acrescentou o atacante.

O uruguaio também criticou os dirigentes do Barcelona pela forma como agiram com Lionel Messi. O craque argentino havia manifestado publicamente o desejo de deixar a equipe catalã já antes do início desta temporada, mas a diretoria fez jogo duro e não abriu mão da multa rescisória.

"Por respeito à relação que tenho com Leo, obviamente não vou dizer tudo o que falamos, mas a situação era complicada. Era como uma contradição: Leo queria ir, o clube não queria", disse. "Creio que o melhor que deveria ser feito com Leo era respeitá-lo, apoiá-lo, ajudá-lo, tratar também de distraí-lo um pouco, porque toda a situação que ele estava vivendo era difícil. Tentei distraí-lo e apoiá-lo, estar com ele pelo momento difícil que estava vivendo", relatou Suárez.

Suárez já fez sua estreia no Atlético de Madrid e também já balançou as redes pelo novo clube. Nas Eliminatórias da Copa de 2022, no Catar, ele deixou sua marca na vitória do Uruguai por 2 a 1 sobre o Chile, na última quinta-feira. O próximo compromisso dos uruguaios na competição é diante do Equador, na próxima terça-feira, pela segunda rodada.

Veja também:

Ídolos do futebol homenageiam e choram morte de Maradona
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade