PUBLICIDADE

Copa América de 1945: Brasil volta a ter um artilheiro

26 mai 2019 08h25
| atualizado em 27/5/2019 às 18h43
ver comentários
Publicidade

A 18ª edição do Campeonato Sul-Americano foi em terras chilenas. Além dos donos da casa, o torneio contou com Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia, Bolívia e Equador. Acirrada até o fim, a competição, conhecida nos dias de hoje como Copa América, terminou com os argentinos conquistando o título em cima dos brasileiros. Mas, pelo menos, depois de quase três décadas, um nome verde-amarelo volta a aparecer no topo da lista de artilheiros.

A Seleção Brasileira começou a formar um time bastante promissor com estrelas como Jair Rosa Pinto, Ademir de Menezes, Heleno de Freitas e muitos outros. A campanha dos brasileiros foi muito consistente: cinco vitórias e apenas uma derrota. Teve até uma estrondosa goleada de 9 a 2 em cima do Equador.

Porém, havia também no torneio uma seleção argentina inspiradíssima. Os hermanos ganharam cinco jogos e empataram um. Aliás, a única derrota do Brasil foi justamente contra a Argentina. Por um ponto, os argentinos conquistaram o oitavo caneco e o Brasil acumulou seu quarto vice-campeonato.

Uma coisa boa de se tirar disso foi que, depois de 26 anos, a Seleção Brasileira voltou a ter um jogador na artilharia do campeonato. A última vez havia sido em 1919 com Neco e Arthur Friedenreich na artilharia. Nesta nova ocasião, Heleno de Freitas dividiu o posto com o argentino Norberto Méndez, com 6 gols.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade