PUBLICIDADE

Após insultos racistas, Union Berlin é punido

Decisão é tomada pelo Comitê de Ética da Uefa depois de incidentes ocorridos no jogo contra o Maccabi Haifa, de Israel, pela Liga Conferência

29 out 2021 08h49
| atualizado às 09h04
ver comentários
Publicidade
Clube é punido com o fechamento parcial do seu estádio, An der Alten Försterei, em Berlim
Clube é punido com o fechamento parcial do seu estádio, An der Alten Försterei, em Berlim
Foto: Wikimedia Commons

A Uefa decidiu nesta sexta-feira, 29, punir o Union Berlin, clube que disputa a primeira divisão do Campeonato Alemão, com o fechamento parcial do seu estádio, o An der Alten Försterei, em Berlim, no próximo jogo pela Liga Conferência devido aos incidentes racistas ocorridos no confronto com o Maccabi Haifa, de Israel, no mês passado.

A decisão foi tomada pelo Comitê de Controle, Ética e Disciplina na sequência de um processo de investigação aberto pela Uefa, poucos dias depois do encontro, disputado em 30 de setembro, pela segunda rodada da competição continental.

A sanção anunciada nesta sexta-feira prevê o fechamento dos setores 13 e 14 do estádio, habitualmente ocupados pelos torcedores do Union Berlin, e obriga o clube a colocar uma tarja com a expressão #NoToRacism (Não ao Racismo) com o logotipo da Uefa nos espaços fechados.

No encontro com o Maccabi Haifa, que aconteceu no estádio Olímpico de Berlim, o primeiro de uma equipe de Israel no local construído para acolher os Jogos de 1936, um grupo de torcedores do time da casa dirigiu cânticos antissemitas ao clube visitante.

A direção do Union Berlin já anunciou ter proibido a entrada em suas instalações de um torcedor, identificado como o autor dos incidentes.

Estadão
Publicidade
Publicidade