PUBLICIDADE

Alemanha

Alemanha vence Costa Rica, mas cai na fase de grupos e prolonga Maldição dos 7 a 1

1 dez 2022 - 18h13
Compartilhar
Exibir comentários

A Maldição dos 7 a 1 continua. Nesta quinta-feira, a Alemanha até venceu a Costa Rica por 4 a 2, em duelo disputado no Al Bayt, mas se despediu da Copa do Mundo do Catar, já que o placar não foi o suficiente.

Com a vitória do Japão sobre a Espanha, os alemães precisavam de uma goleada para levar vantagem no saldo de gols sobre os espanhóis. Por isso, a Alemanha acaba eliminada da Copa do Mundo na fase de grupos pela segunda vez consecutiva, repetindo a campanha frustrante de 2018, na Rússia.

Com o resultado, a Alemanha se despede da Copa do Mundo com apenas quatro pontos somados, na terceira colocação do Gurpo E. Já a Costa Rica encerra a sua participação no Catar com três pontos, na lanterna do grupo. Assim, avançaram Japão, com seis pontos, e Espanha, com quatro.

O jogo

Com a necessidade da vitória para avançar às oitavas de final, a Alemanha começou a partida em ritmo forte e criou boa oportunidade logo no primeiro minuto, quando Musiala colocou Keylor Navas para trabalhar. Depois de encurralar os costarriquenhos, a seleção alemã abriu o placar aos 9 minutos, quando Gnabry recebeu cruzamento de Raum e desviou de cabeça para balançar a rede.

Apesar de inaugurar o placar logo cedo, a Alemanha não conseguiu transformar o volume ofensivo em novas oportunidades após o gol. Navas chegou a ser exigido, mas sem grandes dificuldades. A principal chance alemã veio aos 39, quando Gnabry tentou a finalização com categoria, mas mandou para fora.

Ainda antes do intervalo, a Costa Rica assustou e quase empatou a partida. Após bola longa, Fuller aproveitou as falhas de Raum e Rudiger e saiu cara a cara com Neuer, mas o goleiro alemão fez grande defesa na finalização do atacante.

Segundo tempo

No segundo tempo, a Alemanha seguiu com o controle do jogo, mas não chegou a ameaçar o gol de Keylor Navas nos minutos iniciais. Assim, a Costa Rica não se intimidou e foi para cima em busca do empate, que aconteceu aos 12 minutos. Neuer deu rebote no cabeceio de Campbell, e Tejeda apareceu no meio da área para ficar com a sobra e completar para o fundo do gol.

Depois do empate, a Alemanha se lançou ao ataque, mas seguia com dificuldade para furar a defesa costarriquenha. Aos 15 minutos, Musiala ficou perto de marcar, mas carimbou a trave. Pouco depois, aos 21, a joia alemã mais uma vez ficou no poste.

E se quem não faz, leva, a Costa Rica soube aproveitar mais uma de suas raras chances e virou o placar aos 24 minutos, quando Vargas aproveitou a sobra após o cruzamento dentro da área e desviou de leve para marcar.

Além de eliminar a Alemanha, o resultado colocava a Costa Rica nas oitavas de final. Contudo, os alemães rapidamente voltaram a colocar o empate no placar, quando Havertz dominou sozinho dentro da área e tocou na saída de Navas, aos 27.

Pouco depois, aos 30 minutos, a Alemanha teve nova oportunidade de marcar, quando Fullkrug saiu cara a cara com Navas, mas o goleiro fez grande defesa. Os alemães voltaram a ficar na frente aos 39 minutos, quando Gnabry descolocou cruzamento na medida para Havertz, que empurrou para rede e deixou mais um. Mais tarde, aos 43, Fullkrug marcou mais um para a Alemanha após assistência de Sané.

A vitória por um gol de diferença, contudo, não foi suficiente, já que o Japão venceu a Espanha por 2 a 1. Como os espanhóis tinham seis gols positivos de saldo, a Alemanha precisava de uma goleada, e acabou eliminada de forma precoce mais uma vez.

FICHA TÉCNICA

COSTA RICA 2 X 4 ALEMANHA

Local: Estádio Al Bayt, em Al Khor, no Catar

Data: 1 de dezembro de 2022, quinta-feira

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Stéphanie Frappart (França)

Assistentes: Neuza Back (Brasil) e Karen Diaz Medina (México)

VAR: Drew Fischer (Canadá)

Gols: Gnabry, aos 9 do 2T, Havertz, aos 27 do 2T e aos 39 do 2T, e Fullkrug, aos 43 do 2T (Alemanha); Tejeda, aos 12 do 2T, e Vargas, aos 24 do 2T (Costa Rica)

Cartões amarelos: -

COSTA RICA: Navas, Fuller, Óscar Duarte, Kendall Waston, Vargas e Bryan Oviedo (Contreras); Celso Borges, Yeltsin Tejeda (Roan Wilson), Aguilera (Salas); Campbell e Venegas.

Técnico: Luis Fernando Suarez Guzman

ALEMANHA: Neuer; Kimmich, Süle (Ginter), Rudiger e Raum (Gotze); Gundogan (Fullkrug), Goretzka (Klostermann), Gnabry, e Sané; Thomas Müller (Havertz).

Técnico: Hansi Flick

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade