1 evento ao vivo

Inter empata com Athletico-PR e fica um ponto atrás do rival Grêmio

Equipe de Zé Ricardo tropeça em casa e não consegue retomar o quinto lugar no Brasileirão

1 nov 2019
00h08
atualizado às 00h08
  • separator
  • 0
  • comentários

Na primeira aparição do técnico Zé Ricardo diante da torcida, o Internacional empatou por 1 a 1 com o Athetico-PR, nesta quinta-feira, no Beira-Rio, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi o quarto jogo sem vitória em casa da equipe.

O ponto conquistado foi insuficiente para o time gaúcho, com 46, retomar a quinta posição, conquistada na noite anterior pelo rival Grêmio, com 47, após vitória sobre o Vasco, por 3 a 1, em São Januário. O clássico Gre-Nal será no domingo, às 18 horas, na arena gremista. O Athletico, que vinha de goleada sobre o Goiás, por 4 a 1, chegou aos 43 pontos e está em oitavo lugar.

O jogo começou aberto com os dois times procurando o ataque. Quem se deu melhor foi o mandante que saiu na frente aos 11 minutos. Paolo Guerrero lançou em diagonal Rodrigo Lindoso, que carregou a bola sozinho e deu um toque por cobertura. Um belo gol. Mas o VAR foi chamado para conferir a posição de Lindoso no momento do lançamento. Após quatro minutos, o gol foi confirmado.

O Athletico manteve seu ritmo e empatou aos 21 minutos, quando Madson fez bela jogada pelo lado direito. Deu um drible desconcertante em cima de Zeca, que ficou caído. Após o cruzamento, Rony, na marca do pênalti, pegou de primeira para marcar.

Com os laterais Heitor e Zeca tendo dificuldades na marcação, o miolo da defesa também se posicionava mal. O time visitante se aproveitou e quase conseguiu a virada aos 28 minutos. Rony lançou Nikão na costas de Cuesta e o meia, desequilibrando, colocou ao lado do goleiro Marcelo Lomba, porém, muito fraco. Deu tempo de Rodrigo Moledo se recuperar e aliviar com um chutão já na pequena área e com a bola indo na direção ao gol.

A resposta veio com Guerrero, num lance em que a defesa atleticana também se atrapalhou co a linha de impedimento. O peruano recebeu de costas e fez a virada desequilibrado. A bola quicou três vezes e saiu do lado da trave direita.

Na volta do intervalo, o Athletico retornou com novo lateral-esquerdo: entrou Márcio Azevedo no lugar de Adriano. Aos 15 minutos, Zé Ricardo reforçou o setor esquerdo tirando Patrick para a entrada de Wellington Silva.

A primeira boa chance do gol dos gaúchos aconteceu aos 18 minutos, em uma rápida troca de passes. D'Alessandro tentou fazer por cobertura, aproveitando que o goleiro Santos estava adiantado. Mas a bola tocou em cima do travessão e saiu.

O Inter parecia mais forte no ataque. Aos 24 minutos, após cruzamento da direita, Guerrero caiu e reclamou de pênalti. Na sequência, Lindoso ajeitou na linha da grande área e bateu cruzado, tirando tinta da trave esquerda de Santos.

Aos 31 minutos, Guerrero cruzou do lado esquerdo e após chute de D'Alessandro, a bola toca no braço de Márcio Azevedo. Mas só o VAR tirou a dúvida, com o pênalti sendo confirmado. Aos 37, Guerrero chutou à meia altura e Santos, no lado direito, espalmou.

Após a cobrança de escanteio, a defesa rebateu e Nico López chutou forte e na trave. Na pequena área, Guerrero empurrou para as redes, mas o VAR acabou sendo novamente acionado. Foi anotado impedimento de Nico López, com o gol sendo anulado.

A última chance do time gaúcho aconteceu aos 45 minutos, quando Nico López entrou na área pelo lado esquerdo e bateu em cima de Santos. Tantas paralisações resultaram em nove minutos de acréscimos, que tiveram momentos nervosos e de tensão. Mas sem mudança no placar.

No domingo, o Inter encara o Grêmio no campo do rival, a partir das 18 horas. Enquanto isso, o Athletico vai receber o CSA na Arena da Baixada, em Curitiba. Os jogos são válidos pela 30.ª rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 1 ATHLETICO-PR

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Zeca; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Guilherme Parede (Nico López), D'Alessandro e Patrick (Wellington Silva); Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

ATHLETICO-PR - Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington, Bruno Guimarães, Bruno Nazário (Camacho); Nikão, Marco Ruben (Marcelo Cirino) e Rony. Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Rodrigo Lindoso, aos 11, e Rony, aos 21 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - André Luiz de Freitas Castro (GO).

CARTÕES AMARELOS - D'Alessandro, Victor Cuesta e Heitor (Internacional). Wellington e Márcio Azevedo (Athletico-PR).

RENDA - R$ 418.555,00.

PÚBLICO - 18.767 pagantes (20.900 total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade