PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Goleiro Bruno pede indenização de R$ 1 mi, mas leva R$ 30 mil

Obra conta a história do goleiro e o assassinato de Eliza Samúdio

7 ago 2023 - 12h51
(atualizado às 17h10)
Compartilhar
Exibir comentários

O goleiro Bruno entrou na justiça com pedido de indenização no valor de R$ 1 milhão para a editora Record. A solicitação ocorreu após a publicação do livro "Indefensável - O goleiro Bruno e a História da morte de Eliza Samúdio". O juiz do caso, contudo, deu R$ 30 mil a ele.

A obra conta a história do goleiro e o assassinato de Eliza Samúdio. O pedido do arqueiro, afinal, é por causa da capa do livro que tem a imagem de Bruno. A editora, no entanto, garante que o fotógrafo Alexsandro Ligório que fez o clique liberou a utilização. O atleta pediu ainda que a venda dos livros fosse suspensa.

Bruno, ex-goleiro do Flamengo, pediu R$ 1 milhão de indenização –
Bruno, ex-goleiro do Flamengo, pediu R$ 1 milhão de indenização –
Foto: Divulgação / Jogada10

O juiz Luiz Cláudio Silva Jardim Marinho, todavia, atendeu parte da solicitação de Bruno. Ele entendeu que foi caracterizado o uso de imagem sem autorização e, portanto, deu ganho de R$ 30 mil ao atleta. A diferença do valor pedido para o concedido pelo juiz foi pelo princípio da razoabilidade.

Além disso, Jardim Marinho observou que o envolvimento de Bruno no crime são fatos públicos e notórios, que repercutiram pela mídia.

"Por outro lado, o pedido de arbitramento de indenização de 30% do montante bruto decorrente da venda dos exemplares e de direitos à Rede Globo não merece prosperar, eis que a mera veiculação da imagem do autor na capa do livro não implica, por si só, estabelecer o direito de remuneração pelo eventual sucesso de vendas dos exemplares", afirmou o juiz na sentença.

O feminicídio de Eliza Samudio: relembre o caso O feminicídio de Eliza Samudio: relembre o caso

 
Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade