0

Por alojamento precário, jogadores do União Suzano conseguem rescisão na Justiça

Time da segunda divisão do Campeonato Paulista também não pagava salários havia três meses

2 ago 2019
17h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Doze atletas do União Suzano Atlético Clube, que disputa a segunda divisão do Campeonato Paulista, conseguiram na Justiça do Trabalho o direito de rescisão dos contratos de trabalho. Um grupo de atletas denunciou atraso no pagamento de salários, alimentação inadequada e péssimas condições de alojamento ao Sindicato dos Atletas de São Paulo. A decisão do juiz do trabalho foi divulgada na noite de quinta-feira.

Por meio de uma medida judicial, os atletas conseguiram a liberação desportiva e podem procurar outros clubes. Eles também devem receber os salários em atraso, verbas rescisórias, cláusulas compensatórias desportivas e indenização por danos morais. A visita que os membros do Sindicato dos Atletas fizeram ao clube encontrou condições precárias no alojamento dos atletas. Os salários estavam atrasados havia três meses.

Os alojamentos dos clubes esportivos se tornaram motivo de preocupação no Brasil após a tragédia que matou dez atletas do Flamengo, que estavam no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu. Em São Paulo, a Prefeitura notificou 190 clubes e decidiu interromper as atividades nas instalações utilizadas como dormitório ou alojamento de atletas que não estavam em conformidade com as normas de segurança e licenciamento exigidos por lei.

"Depois te terem passado por tudo que ocorreu dentro do clube, os atletas estão liberados desportivamente e com a garantia de vir a receber tudo que lhes é de direito, como salários e indenização pelo que foram obrigados a passar, por mera irresponsabilidade do clube e seus gestores", afirma Guilherme Martorelli, advogado do Sindicato dos Atletas.

A segunda divisão do Campeonato Paulista está na fase de classificação. O União Suzano está em último lugar no Grupo 11. Em quatro jogos, foram quatro derrotas.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade