1 evento ao vivo

Depois de investir no Mineirinho, ministro libera verba para ginásio em MG

21 mar 2015
13h14
atualizado às 13h22

Em viagem a Minas Gerais desde o fim da última semana, o ministro do Esporte, George Hilton, segue firme no objetivo de dar andamento a reformais estruturais que estavam paradas. Após anunciar um investimento de R$ 10 milhões para a modernização e reforma do Mineirinho, o mandatário, na última sexta, George, em visita a Juiz de Fora (MG), comprometeu-se em retomar e finalizar as obras do ginásio municipal, que tiveram início há cerca de uma década.

Cotada para acontecer juntamente com a reforma do Gigante da Pampulha, que foi repaginado entre 2013 e 2014 para receber a Copa do Mundo, a arena do Mineirinho não teve as atenções devidas por conta da falta de verba para o investimento. Com três eventos oficiais marcados para este ano, a instalação, enfim, vai receber os cuidados devidos. O ginásio sediará a final da Superliga Masculina, em 12 de abril, além de duas partidas da Seleção pela Liga Mundial no fim de maio, diante da Sérvia.

Se o complexo em Belo Horizonte já se encontra em uma situação mais promissora, Hilton agora garante que cuidará da situação do Ginásio Municipal de Juiz de Fora, que começou a ser construído em 2012, mas teve as obras paralisadas por conta da falta de verba. Em reunião na Câmara Municipal da cidade, neste sábado, o ministro anunciou, inclusive, que vai trabalhar na adaptação do campus da Universidade Federal de Juiz de Fora para, possivelmente, receber delegações nos Jogos Olímpicos Rio-2016.

"Técnicos do Ministério já estiveram aqui. Nós teremos o contrato com a Caixa Econômica reativado, o Ministério do Esporte deve aportar este ano um valor de R$ 5 milhões e a previsão é que até as Olimpíadas a gente consiga entregar o ginásio pronto", disse. "A universidade é parceira do Ministério do Esporte em várias ações já concluídas e outras que vão acontecer neste ano", acrescentou.

Por conta da falta de conclusão do projeto, que começou em 2012 orçado em R$ 20 milhões, a cidade de Juiz de Fora perdeu a oportunidade de ser uma das sedes do Mundial de Handebol Júnior, que acontecerá nas cidades do Triângulo Mineiro, neste ano de 2015.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade