0

Mané Garrincha é palco de treinamento de ações de segurança para a Copa

20 mar 2014
09h57

Em simulação de situações extremas que podem vir a acontecer durante a Copa do Mundo, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar e agentes da Divisão de Operações Especiais (DOE) da Polícia Civil fizeram treinamento de operações de segurança nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Durante o treinamento, os policiais simularam uma tentativa de sequestro de jornalista que trabalhava à beira do campo e usaram as saídas do campo como refúgio para deixar a "vítima" em segurança. Além disso, também foram treinadas descidas de helicóptero por meio de técnicas de rapel e resgate de uma autoridade convidada a dar o pontapé inicial de uma partida. Todas as operações foram consideradas satisfatórias.

"Essa questão de segurança em estádio é muito nova, ela veio com a Copa do Mundo. Então, tivemos a oportunidade de conhecer as posições de tiro e como eles atuam no estádio. Isso nos deu muitos elementos para poder aplicar aqui", afirma o agente Honney, atirador de elite da Polícia Civil, ao site Portal da Copa.

Os treinamentos têm objetivo de preparar os agentes brasileiros para situações extremas de risco durante as partidas do mundial. A maior preocupação é a cerimônia de abertura, pois espera-se que representantes de todos os 32 países participantes estejam reunidos no mesmo estádio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade