0

Brasília aponta registro "retroativo" na CBF e cobra título

29 jul 2014
15h57
atualizado às 16h18
  • separator
  • 0
  • comentários

A questão que culminou com a retirada do título do Brasília Futebol Clube na Copa Verde, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva na segunda-feira, pode não passar de um mal entendido. De acordo com o clube brasiliense, a denúncia julgada e que acabou por deixar o título da competição nas mãos do Paysandu é infundada por conta de registro retroativo realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Ofício da CBF confirma registro retroativo de atletas
Ofício da CBF confirma registro retroativo de atletas
Foto: Brasília FC/Facebook / Reprodução

A procuradoria do STJD denunciou o Brasília por utilizar quatro jogadores que não apareciam com registro no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF: Fernando (lateral-direito), Índio (zagueiro), Gilmar (meia) e Igor (atacante); entre os acusados, os três primeiros são titulares, ao passo que o último acabou relacionado apenas para a final. Durante o imbróglio, o time postou documento que indica o contrário.

Segundo o ofício da CBF, os atletas tiveram "as respectivas prorrogações de seus contratos de trabalho regularmente registradas. Contudo, em razão da reprogramação de nosso sistema de informática, tais prorrogações dos contratos de trabalho dos citados jogadores, somente foram publicados no BID com efeitos retroativos, em 18 de junho de 2014".

"Com isso a taça da Copa Verde deve mesmo ficar com seu Campeão, aquele que a conquistou dentro de campo", escreveu o clube, em mensagem divulgada aos torcedores em seu perfil oficial no Facebook.

Portanto, se o Brasília entrar com recurso para manter o título e a consequente vaga à Copa Sul-Americana de 2015, o que deve ocorrer, tem chances de evitar a decisão inicial. Na decisão do processo, na segunda-feira, o auditor relator, Dr. Felipe Bevilacqua, já indicava à procuradoria averiguar se houve erro por parte da CBF.

Na final da Copa Verde, o Brasília venceu o Paysandu por 2 a 1 no Estádio Mané Garrincha, devolveu o placar do jogo de ida e levou a decisão para as penalidades. De forma emocionante, o título acabou nas mãos da equipe do Centro-Oeste, que venceu por 7 a 6.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade