0

Defensa y Justicia vence final argentina contra Lanús e conquista a Sul-Americana

Equipe é comandada por Hernán Crespo e iniciou sua trajetória nesta edição da Copa Sul-Americana após eliminação em grupo do Santos na Libertadores

23 jan 2021
20h14
atualizado às 20h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O modesto Defensa y Justicia, clube da província de Florencio Varela, localizada nos arredores de Buenos Aires, conquistou neste sábado o maior título de sua história de 85 anos. Em uma final totalmente argentina no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina, o time derrotou o Lanús por 3 a 0 e sagrou campeão da edição de 2020 da Copa Sul-Americana.

O lateral-direito Adonis Frías, o atacante Braian Romero (ex-Athletico-PR) e Washington Camacho marcaram os gols do título do Defensa y Justicia, na decisão que teve 2.500 torcedores credenciados. Com o gol na final, Romero fechou a competição com 10 anotados em nove jogos.

O Lanús teve dificuldades durante toda a partida para superar a forte marcação do Defensa y Justicia, com a equipe não acertando nenhum chute na meta do goleiro Unsain no jogo.

O título também coroa o início da carreira de Hernán Crespo como treinador. Em seu primeiro trabalho como técnico, o ex-atacante da seleção da Argentina conseguiu a vaga na Copa Sul-Americana ao terminar na terceira posição em seu grupo na Copa Libertadores - que teve Santos, Delfín (Equador) e Olimpia (Paraguai) - e avançar quatro fases até o título.

Na Copa Sul-Americana, o Defensa y Justicia eliminou Sportivo Luqueño (do Paraguai, na segunda fase), Vasco (oitavas de final), Bahia (quartas de final) e Coquimbo Unido (do Chile, nas semifinais) antes de bater o Lanús na final.

A conquista também vale para a equipe argentina a vaga direta na próxima edição da Libertadores e o direito de participar da decisão da Recopa Sul-Americana contra o vencedor da principal competições de clubes do continente, que está entre os brasileiros Palmeiras e Santos.

Veja também:

Listamos os dez melhores kickers da NFL
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade