PUBLICIDADE

Conmebol mantém regra das 5 substituições na Libertadores e na Sul-Americana

Entidade aponta a pandemia da covid-19 para manter número de trocas nas partidas das competições continentais

24 jan 2022 13h40
| atualizado às 13h42
ver comentários
Publicidade

A Conmebol confirmou nesta segunda-feira que vai manter a regra das cinco substituições ao longo dos jogos da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana da temporada 2022. A entidade apontou a covid-19 como justificativa para manter este maior número de troca de jogadores nas equipes. Antes da pandemia, os times só podiam fazer três substituições por confronto.

A confederação disse se basear nas decisões da IFAB (International Football Association Board), entidade que define as regras do futebol junto à Fifa, para manter a regra, adotada mundialmente em 2020. No início da pandemia, houve o acréscimo de duas trocas por jogo de forma a preservar os jogadores.

A retomada dos torneios naquele ano veio acompanhada de muitos jogos em sequência e um período reduzido de férias entre uma temporada e outra, causando seguidos desfalques nas equipes. A própria infecção por covid-19 nos elencos ajudou a motivar a decisão de ampliar as substituições, fornecendo maiores opções aos treinadores.

Com a mudança nos regulamentos da Libertadores e da Sul-Americana, haverá permissão ainda para uma sexta substituição quando as partidas avançarem até a prorrogação.

A Libertadores deste ano vai começar no dia 9 de fevereiro, pela primeira fase preliminar. Os times brasileiros farão suas estreias somente na segunda fase, entre o fim do próximo mês e o início de março. Já a Sul-Americana vai ter início em 8 de março.

Estadão
Publicidade
Publicidade