0

De herói a vilão, corintiano sai escoltado após "cavadinha"

25 jan 2016
15h00
atualizado às 15h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Rodrigo Gazzane / Futura Press

O Corinthians foi do céu ao inferno na Copinha. Finalista após uma campanha avassaladora e vencedor até o intervalo com uma vantagem de 2 a 0, viu o Flamengo reagir e caiu nos pênaltis, para decepção da torcida. Vilão nas penalidades, o meia Matheus Pereira, apontado como craque do time durante a competição, foi o maior exemplo disso.

O armador tentou uma "cavadinha" na quarta cobrança alvinegra, que havia acabado de pular na frente com uma defesa de Filipe. Mesmo deslocando o goleiro, no entanto, acabou encobrindo também o gol, causando muitas críticas pela aparente displicência em um momento tão decisivo. Com a bola rolando, ele havia anotado o segundo gol e tido boa exibição.

Visivelmente abalado pelo erro, o camisa 10 corintiano saiu sem falar com ninguém tanto do campo quanto do vestiário. Após a reza tradicional dos atletas, ele passou pela zona mista em meio a dois seguranças e entrou no ônibus dos jogadores. Lá, manteve a cabeça baixa e ficou mexendo no celular até o veículo partir em direção ao Parque São Jorge.

Tido como grande joia da base em muitos anos, Matheus agora vive a expectativa de subir ou não para o profissional. Ele esteve com o grupo de Tite durante quase todo o ano de 2015, mas só foi aproveitado em duas partidas. O treinador, que estava no Pacaembu, deve fazer uma lista de nomes para treinar no CT do Parque Ecológico e reforçar o grupo que disputa Campeonato Paulista e Libertadores.

No que depender de quem acompanhou a trajetória de Matheus, esse é o caminho natural para ele, mesmo com a marcante "cavadinha". "Ele treina assim, é muito técnico e tem capacidade para bater de todos os jeitos. Ele optou por um caminho e não foi feliz. Eu ainda não conversei com eles, mas esse é o momento de ter calma e saber orientar o garoto", pediu o técnico Osmar Loss.

 

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade