PUBLICIDADE

Sarkozy lamenta desastre francês na Copa do Mundo

12 jul 2010 18h08
| atualizado às 18h44
Publicidade

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, lamentou nesta segunda-feira "a face desastrosa" mostrada pela seleção da França na Copa do Mundo da África do Sul, e pediu a saída dos "responsáveis" pelo vexame.

"A face mostrada pela seleção da França na África do Sul foi desastrosa. Eu disse 'os responsáveis devem partir e eles se foram'. Não os oprimimos. Os jogadores não devem receber prêmios. Não ganharão prêmios", declarou Sarkozy em um programa da TV francesa.

O chefe de Estado foi questionado sobre o fato de ter recebido o atacante Thierry Henry no dia 24 de junho, após seu regresso do Mundial, exatamente no dia em que havia um protesto contra a reforma do regime de aposentadorias, gerando polêmica no país.

"Pedimos ao ministro dos Esportes para organizar um estatuto do futebol para que todos possam contribuir e construir. Isto cria a questão mais ampla da administração das federações desportivas. O voluntariado é fantástico, é preciso promovê-lo. Mas o voluntariado está perfeitamente adaptado às federações que mantêm interesses econômicos tão fortes?", perguntou Sarkozy.

"Por que recebi Thierry Henry? Porque defendeu a camisa da seleção francesa 124 vezes, dignamente. Foi o jogador que mais gols anotou na seleção e isto conta" - respondeu o presidente francês.

França foi eliminada da Copa do Mundo na primeira fase, em um grupo que também tinha Uruguai, México e África do Sul
França foi eliminada da Copa do Mundo na primeira fase, em um grupo que também tinha Uruguai, México e África do Sul
Foto: AP
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade