PUBLICIDADE

Copa 2026

CBF anuncia palco da estreia de Fernando Diniz no comando da seleção brasileira

Jogo com a Bolívia, em 8 de setembro, será no Mangueirão e é válido pelas Eliminatórias da Copa 2026, competição a qual técnico não deve estar

31 jul 2023 - 22h22
(atualizado em 28/8/2023 às 15h26)
Compartilhar
Exibir comentários

A seleção brasileira já tem data e local definidos para começar a trajetória rumo ao hexacampeonato da Copa do Mundo. A CBF divulgou, nesta segunda-feira, que o primeiro jogo das Eliminatórias será realizado dia 8 de setembro no Estádio Olímpico do Pará - Jornalista Edgar Proença (Mangueirão), em Belém. O adversário será a Bolívia.

Este será o primeiro compromisso de Fernando Diniz à frente da seleção pensando no Mundial de 2026, que será realizado no México, Estados Unidos e Canadá. O técnico do Fluminense, entretanto, não deve estar à frente da equipe quando a competição chegar, visto que a CBF garante ter acordo com Carlo Ancelotti, atual treinador do Real Madrid e que deve cumprir seu contrato com os espanhóis até o fim: junho de 2024.

O duelo com a Bolívia em setembro marca o primeiro compromisso da equipe nacional no Mangueirão desde 2011, quando venceu a Argentina por 2 a 0 pela Supercopa das Américas. Desde então, o local passou por reformas e ampliou sua capacidade para 50 mil torcedores, além de ter mudanças no gramado no padrão Fifa, aperfeiçoou protocolos de segurança e investiu na infraestrutura ao redor, com bares e restaurantes. O estacionamento agora comporta 9 mil veículos. Transformou-se numa verdadeira arena. A Conmebol fez inspeções e validou o palco da partida.

"Vamos buscar ao longo dessa eliminatória questões que consideramos prioritárias, como deslocamento dos jogadores, desgaste da equipe, menor distância entre os locais das partidas, infraestrutura que traga conforto e segurança para toda a delegação" disse Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, em nota oficial. "Não será analisado um jogo isoladamente, e sim a melhor composição do conjunto das partidas", completou.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade