PUBLICIDADE

Copa do Catar

Holanda vence Estados Unidos e avança às quartas de final da Copa do Mundo

3 dez 2022 - 14h13
(atualizado às 15h31)
Compartilhar
Exibir comentários

A Holanda está nas quartas de final da Copa do Mundo de 2022. Neste sábado, a seleção holandesa venceu os Estados Unidos por 3 a 1, no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar, pelas oitavas de final do torneio.

A Laranja Mecânica encaminhou o triunfo logo no primeiro tempo, com gols de Memphis Depay e Blind. Na etapa final, a equipe do Louis Van Gaal apenas controlou a vantagem. No segundo tempo, os norte-americanos até descontaram com Wright, mas a reação foi interrompida com tento de Dumfries, que já havia dado duas assistências.

Com o resultado, portanto, a Holanda avançou para a próxima fase do Mundial e mandou os estadunidenses para casa. Nas quartas, os europeus encaram o vencedor de Argentina x Austrália, que se enfrentam às 16 horas (de Brasília).

A seleção holandesa volta a campo agora na sexta-feira, às 16 horas, no Estádio Cidade da Educação.

O jogo - A primeira etapa começou com os norte-americanos partindo para cima. Logo aos dois minutos, Pulisic aproveitou a sobra após ate rebate e saiu cara a cara com Noppert. O atacante tentou o chute rasteiro, mas parou em ótima defesa do goleiro.

E o tento perdido acabou custando caro. Isso porque os holandeses abriram o placar logo na primeira vez que foram ao ataque. Com nove minutos, depois de ótima jogada coletiva, Dumfries foi acionado na direita e cruzou rasteiro para trás. Memphis Depay chegou batendo de primeira e estufou as redes.

A partir de então, os Estados Unidos passaram a dominar a posse de bola, mas encontraram muitas dificuldades para encontrar espaços na defesa adversária. Com isso, a equipe só voltou a assustar aos 42 minutos. Weah soltou uma bomba da entrada da área e obrigou Noppert a fazer difícil defesa.

Do outro lado, a Holanda passou a apostar nos contra-ataques. Com 45 minutos, em uma jogada muito parecida com o primeiro gol, Dumfries cruzou rasteiro e encontrou Blind livre na área. O meio-campista, então, completou para o fundo da meta para ampliar o marcador.

2º tempo

Na volta do intervalo, os norte-americanos partiram para cima para tentar diminuir o prejuízo. Com quatro minutos, Pulisic cobrou escanteio, Tim Ream desviou e a bola ficou viva na área. Quase em cima da linha, Dumfries. Na sequência, McKennie recebeu na meia-lua e chutou colocado por cima.

Do outro lado, a Holanda assustou aos 15. Após ajeitada de Gapko, Memphis arriscou de fora da área e parou em grande intervenção de Turner. Cinco minutos depois, a seleção achou outra jogada pretenciosa. Koopmeiners tentou o chute e Depay mandou de cabeça no rebote, mas parou no goleiro novamente.

De tanto tentar, o Estados Unidos conseguiu diminuir a desvantagem. Pulisic desceu pela esquerda, cruzou na área e Wright, que saiu do banco, desviou para encobrir Noppert.

A resposta da Holanda não demorou muito para acontecer. Blind deu belo cruzamento para Dumfries, sem marcação alguma na segunda trave, para o jogador finalizar de perna esquerda e matar o jogo.

A partir de então, os Estados Unidos tentou pressionar em busca de uma nova reação, mas não foi suficiente para evitar a eliminação. Do outro lado, a Holanda fechou os espaços para carimbar o passa porte para as quartas de final.

FICHA TÉCNICA

HOLANDA 3 X 1 ESTADOS UNIDOS

Local: Estádio Internacional Khalifa, em Doha (QAT)

Data: 3 de dezembro de 2022, sábado

Horário: às 12h (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (BRA)

Assistentes: Bruno Boschilia (BRA) e Bruno Pires (BRA)

VAR: Nicolas Gallo (COL)

Cartões amarelos: Koopmeiners, De Jong (Holanda)

GOLS: Memphis Depay, aos 9 do 1ºT, Blind, aos 45 do 1ºT, e Dumfries, aos 35 do 2ºT (Holanda); Wright, aos 30 do 2ºT (Estados Unidos)

HOLANDA: Noppert; Timber, Van Dijk e Nathan Aké; Dumfries, De Roon (Koopmeiners), Frenkie De Jong e Blind; Klaassen (Bergwijn); Gakpo e Memphis Depay (Simons)

Técnico: Louis Van Gaal

ESTADOS UNIDOS: Turner; Sergiño Dest (Yedlin), Zimmerman, Tim Ream e Robinson (Morris); Musah, Tyler Adams e McKennie (Wright); Tim Weah (Aaronson), Jesús Ferreira (Reyna) e Pulisic

Técnico: Gregg Berhalter

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade