5 eventos ao vivo

Imprensa mexicana entre críticas à seleção e agradecimentos aos EUA

16 out 2013
14h17
atualizado às 16h57
  • separator
  • 0
  • comentários

A imprensa mexicana não poupou críticas à sua seleção, que viveu um autêntico drama para garantir a classificação para a repescagem da Copa do Mundo do Brasil-2014; e ao mesmo tempo agradeceu a ajuda providencial dos Estados Unidos, que derrotou o rival direto Panamá.

Para mostrar sua gratidão em relação ao país vizinho, muitos jornais mexicanos resolveram usar nesta quarta-feira títulos em inglês, como "Thank you" (Obrigado), "We love you" (amamos vocês) e até "God Bless America" (Que Deus abençoe a América).

Já o diário regional Provincia, de Michoacán, usou um tom mais caustico ao estampar em sua manchete "Aumentou a dívida externa".

Na noite de terça-feira, 'El Tri' perdeu por 2 a 1 para a Costa Rica na última rodada do hexagonal final da Concacaf (América do Norte e Central), e chegou a ficar fora da Copa por alguns minutos.

Isso porque na outra partida, o Panamá, que tinha três pontos a menos, vencia os Estados Unidos pelo mesmo placar de 2 a 1 até os 45 do segundo tempo.

Os americanos, porém, conseguiram uma virada improvável com dois gols nos acréscimos e salvaram assim os mexicanos do vexame.

Apesar da equipe ter a oportunidade de garantir sua vaga em novembro caso supere a Nova Zelândia na repescagem, a imprensa do México se mostrou inconformada com mais uma atuação sofrível da seleção.

"Por onde começar a crônica de uma humilhação?", se perguntou o enviado especial a San José do jornal Milênio no início da sua matéria.

"A seleção nacional viveu uma noite de terror em San José, uma partida que sempre será lembrada como uma das piores, uma das mais tristes, mas que os Estados Unidos trataram de alegrar", resumiu o jornal Récord.

Já a imprensa panamenha também usou o termo de "noite de terror", até com mais propriedade, já que a seleção do país deixou escapar em poucos minutos o sonho de disputar sua primeira Copa do Mundo.

"Pesadelo no Rommel", estampou em sua manchete o jornal La Prensa, em referência ao nome do estádio Rommel Fernández, que foi palco da derrota para os Estados Unidos.

"Foram seis minutos de delírio e festa que acabaram em silêncio sepulcral. Nunca passamos da alegria à desilusão em tão pouco tempo", lamentou o diário.

"Assim como o Japão é vítima de terremotos e Afeganistão das guerras, Panamá foi vítima dos fenômenos do futebol", extrapolou o jornal El Siglo.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade