0

Zico ainda apoia Chapa Azul, mas não quer cargo remunerado no Fla

13 nov 2012
16h25
atualizado em 16/11/2012 às 10h55
  • separator
  • comentários

Após votação no Conselho de Administração do Flamengo, Wallim Vasconcellos teve sua candidatura à presidência do clube impugnada. Depois de a Chapa Azul nomear Eduardo Bandeira de Mello como o novo canditado ao cargo, Zico, que já tinha declarado apoio a Wallim, confirmou que seguirá dando suporte à Chapa.

Zico disse que vai seguir como técnico do Iraque
Zico disse que vai seguir como técnico do Iraque
Foto: Getty Images

Em nota divulgada em seu próprio site, o ídolo rubro-negro garantiu que acredita no projeto e no ideal da Chapa Azul, mas que não aceitará qualquer cargo profissional no clube.

"Eu acredito e apoio o projeto da Chapa Azul, mas acho eticamente incorreto ligar minha legítima colaboração como ídolo do clube, torcedor, a uma possibilidade de receber um cargo remunerado caso a presidência mude", disse Zico, em nota oficial.

Zico ainda citou o contrato firmado que tem com a seleção do Iraque para explicar a opção de não aceitar um possível cargo: "não gostaria que o torcedor e o sócio do Flamengo entendessem meu posicionamento desta forma, por isso faço questão de deixar bem claro que esta hipótese está descartada. Não posso  pelo contrato firmado com o Iraque – e não vou – pela minha visão de como deve ser encarada a gestão – aceitar a oferta de cargo remunerado em caso do vitória da Chapa Azul", assegurou.

Ao fim da nota, além de pedir aos sócios que votem na Chapa Azul, o eterno camisa 10 do Flamengo declarou que tentará ser mais ativo em futuras reuniões da Chapa.

"Esclarecido esse ponto, pretendo seguir ajudando mais ativamente participando das reuniões e no que mais for chamado. O Flamengo é uma potência e precisa entrar num rumo compatível com o seu tamanho, a sua grandeza. Por isso, volto a conclamar os torcedores que são sócios e irem às urnas e votarem na Chapa Azul", encerrou Zico.

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade