PUBLICIDADE

Erros de Domènec Torrent em dois jogos já se acumulam

Técnico espanhol tem início muito ruim no Flamengo, com ‘invenções’ que poderiam ser evitadas

13 ago 2020 14h13
| atualizado às 14h19
ver comentários
Publicidade

Basta uma rápida espiada em grupos de flamenguistas em redes sociais para se concluir que o técnico Domènec Torrent precisa reagir e dar logo ao time do Flamengo a consistência do ano passado, quando o clube foi vice-campeão mundial. As críticas ao trabalho dele se avolumaram nas últimas horas, depois do fiasco dessa quarta – derrota por 3 a 0 para o Atlético-GO, em Goiânia. O catalão, muitos afirmam, tem culpa no cartório pela última posição do Flamengo no Brasileiro.

Domènec Torrent: 2 jogos no comando do Flamengo e 2 derrotas
Domènec Torrent: 2 jogos no comando do Flamengo e 2 derrotas
Foto: Heber Gomes/ Agif / Gazeta Press

Nessa quarta, por exemplo, ele improvisou Rodrigo Caio na lateral-direita, no lugar de Rafinha, numa mudança que nem mesmo o mais crédulo dos rubro-negros entendeu. Foi por ali que o time goiano explorou seu ataque e conseguiu a goleada. Não custa lembrar que o Atlético-GO voltou agora para a Série A e seu objetivo é não ser rebaixado na competição.

Outra mudança promovida por Torrent diz respeito à posição de Vitinho em campo. O jogador rende muito mais como meia-esquerda, como ficou comprovado em suas melhores atuações pelo Flamengo. Contra o Atlético-GO, o técnico o escalou como meia-direita.

Também não deu para saber ao certo por que ele manteve Willian Arão o tempo todo nas duas primeiras partidas do Brasileiro se o volante era uma nulidade completa, em ambas as vezes. Para a bola sair da defesa do Flamengo e chegar aos atacantes, ela não tem passado pelos pés de Arão e vai direto para Gerson. Isso é uma incorreção que se repetiu em Goiânia.

Preocupação não menos importante para os flamenguistas é ver Bruno Henrique e Gabigol um tanto quanto desorientados sobre o papel que têm de cumprir. Os dois estão sem ritmo de jogo – e isso não pode ser atribuído ao técnico -, mas há uma clara indefinição da dupla sobre a movimentação em campo.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
Publicidade
Publicidade