0

Cruzeiro vence Botafogo fora de casa e deixa a zona do rebaixamento

31 out 2019
23h54
atualizado às 23h54
  • separator
  • 0
  • comentários

O Cruzeiro finalmente conseguiu sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Botafogo por 2 a 0, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no estádio Nilton Santos. Os gols do confronto foram marcados por Cacá e Ederson, um em cada tempo.

Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 32 pontos ganhos e agora ocupa a 16ª posição. A vitória mineira acabou colocando o Fluminense no Z4. O Botafogo segue com 33 pontos ganhos e está na 14ª colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro enfim conseguiu sair da zona da degola (Foto: Marcello Dias/Light Press/Cruzeiro)
Cruzeiro enfim conseguiu sair da zona da degola (Foto: Marcello Dias/Light Press/Cruzeiro)
Foto: Gazeta Esportiva

O Cruzeiro não realizou uma grande partida, mas mostrou objetividade ao aproveitar as raras oportunidades que surgiram durante os 90 minutos. O Botafogo teve maior posse de bola, criou várias chances para marcar, mas não conseguiu colocar a bola nas redes de Fábio, frustrando os mais de 20 mil torcedores que compareceram ao estádio na esperança de ver o Alvinegro conseguir um resultado positivo.

Na próxima rodada, o Botafogo vai visitar o Santos, na Vila Belmiro, enquanto o Cruzeiro vai receber o Bahia, no Mineirão.

O jogo

A partida começou em ritmo acelerado e, logo aos três minutos, o Cruzeiro teve a primeira oportunidade de gol. Marquinhos Gabriel foi lançado na área e quando ia concluir, o zagueiro Gabriel conseguiu salvar e evitar o primeiro gol do time mineiro.

O time mineiro ficava mais tempo com a bola, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa alvinegra. O Alvinegro de General Severiano, por sua vez, mostrava lentidão na ligação entre a defesa e o ataque.

Aos 25 minutos, o Cruzeiro marcou o primeiro gol. Thiago Neves cobrou escanteio e o zagueiro Cacá subiu livre para cabecear sem chances para Gatito Fernández.

Em desvantagem, o Botafogo tentou partir para a reação, mas encontrava muita dificuldade para chegar na área mineira. Aos 30 minutos, Leo Valencia mandou a bomba e Fábio defendeu com alguma dificuldade. O time dirigido por Alberto Valentim seguia pressionando, mas não mostrava criatividade para chegar ao gol e apelava para cruzamentos que eram facilmente bloqueados pela zaga mineira.

Aos 43 minutos, Leo Valencia, o mais eficiente do ataque, mandou uma bomba que passou ao lado da trave direita defendida por Fábio.

Apoiado pela torcida, o Alvinegro de General Severiano empurrou o Cruzeiro para trás e pressionou em busca do gol do empate. Aos 16 minutos, Marcinho cruzou na área, o zagueiro Cacá tentou salvar e rebateu contra o próprio gol, mas Fábio evitou que a bola entrasse. Logo depois, Cacá compensou a falha ao bloquear Diego Souza quando o atacante estava pronto para finalizar.

O Cruzeiro não conseguia sair da defesa e, aos 21 minutos, foi a vez de Marcinho chutar com muito perigo.

Para tentar segurar o resultado, o técnico Abel Braga trocou o atacante Fred pelo volante argentino Ariel Cabral, enquanto Valentim, em tentativa desesperada, colocou o atacante Vinicius Tanque no lugar do volante Gustavo Bochecha.

Aos 35 minutos, o Botafogo desperdiçou outra chance incrível para marcar. Marcinho bateu falta, Fábio deu rebote e Gabriel, livre na área, mandou para fora, levando a torcida alvinegra ao desespero. Logo depois, Yuri chutou para fora, após Fábio ter rebatido um cruzamento feito por Marcinho.

Nos acréscimos, o Glorioso ainda teve uma última chance para empatar. João Paulo cruzou, Carli desviou e Igor Cassio cabeceou para fora. Quando a torcida já estava deixando o estádio, o Cruzeiro marcou o segundo gol, num descuido da zaga alvinegra. Dodô lançou Ariel Cabral que tocou para Ederson empurrar para as redes, definindo o resultado.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 31 de outubro de 2019 (Quinta-feira)

Horário: 21h30(de Brasília)

Público: 22.412 presentes

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)

VAR: Adriano Milczvisk

Cartão Amarelo: Fabrício Bruno e Dodô(Cruza)

Gols

CRUZEIRO: Cacá, aos 25 minutos do primeiro tempo; Ederson, aos 51 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Yuri; Cícero, João Paulo, Gustavo Bochecha(Vinicius Tanque), Diego Souza e Leo Valencia(Alex Santana);  Luiz Fernando e Victor Rangel (Igor Cássio)

Técnico: Alberto Valentim

CRUZEIRO: Fábio, Luis Orejuela, Fabricio Bruno, Cacá e Egidio; Henrique, Éderson e Thiago Neves; David(Sassá), Fred(Ariel Cabral)e Marquinhos Gabriel(Dodô)

Técnico: Abel Braga

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade