PUBLICIDADE

Corinthians acorda na etapa final e bate a Chapecoense

Carlos Augusto marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra e time somou os primeiros pontos no Brasileirão

1 mai 2019 18h02
| atualizado às 18h04
ver comentários
Publicidade

O Corinthians jogou bola somente nos dez minutos iniciais do segundo tempo. Mas foi o suficiente para vencer a Chapecoense por 1 a 0 nesta quarta-feira, na arena em Itaquera, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois de uma derrota na estreia para o Bahia, fora de casa, o time alvinegro conseguiu somar os primeiros pontos na competição. O problema é que a equipe fez uma fraca apresentação. A etapa inicial foi de dar sono aos pouco mais 30 mil torcedores pagantes. O técnico Fábio Carille então colocou Vagner Love na vaga de Ramiro. O time voltou ligado e garantiu a vitória com gol do jovem lateral Carlos Augusto, o primeiro dele com a camisa alvinegra.

Aylon da Chapecoense se choca com Pedro Henrique do Corinthians durante partida entre Corinthians x Chapecoense válida pela 2a rodada do Campeonato Brasileiro 2019, realizada na Arena Corinthians, zona leste da capital na tarde desta quarta-feira (1).
Aylon da Chapecoense se choca com Pedro Henrique do Corinthians durante partida entre Corinthians x Chapecoense válida pela 2a rodada do Campeonato Brasileiro 2019, realizada na Arena Corinthians, zona leste da capital na tarde desta quarta-feira (1).
Foto: MARCELO MACHADO DE MELO/FOTOARENA / Estadão Conteúdo

O Corinthians volta a campo no sábado, contra o Vasco, na Arena da Amazônia, pela terceira rodada do Brasileirão. A Chapecoense, no domingo, recebe o Athletico-PR.

Carille repetiu a escalação da estreia, mas as dificuldades foram semelhantes. O time se mostrou mais uma vez pouco criativo e enfrentou dificuldades para furar a retranca do adversário. A Chapecoense marcava atrás do meio de campo.

Comemoração do gol de Carlos Augusto, do Corinthians, na partida contra a Chapecoense, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira, 1º.
Comemoração do gol de Carlos Augusto, do Corinthians, na partida contra a Chapecoense, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira, 1º.
Foto: ALE VIANNA/ELEVEN / Estadão Conteúdo

Clayson errou os primeiros três passes que tentou dar. A saída foi arriscar pela direita. Aos 17, Fagner cruzou e Boselli, em impedimento, desviou para defesa de Tiepo. Ramiro também aparecia para triangular no setor e arriscou um chute por cima da meta adversária.

A Chapecoense se segurava no campo defensivo e, aos poucos, passou a se arriscar um pouco. Regis em dois chutes levou perigo ao gol de Cássio. Mas foi só também. As equipes desceram para o intervalo com uma apresentação sonolenta.

Insatisfeito com a equipe, Carille arriscou com Love. A marcação também foi adiantada. O Corinthians pareceu enfim ter acordado para a partida e passou a pressionar o adversário. O gol não demorou a sair.

Carlos Augusto, do Corinthians, comemora o seu gol em partida contra a Chapecoense, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira, 1º.
Carlos Augusto, do Corinthians, comemora o seu gol em partida contra a Chapecoense, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira, 1º.
Foto: LUIS MOURA/WPP / Estadão Conteúdo

Aos 9, Clayson arriscou de fora da área, a bola desviou e Tiepo defendeu com os pés. Carlos Augusto aproveitou a sobra e mandou de cabeça para as redes. A comemoração foi comedida, pois era preciso aguardar a confirmação do VAR. Mas o lateral estava em posição legal e marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra após 16 jogos.

À frente do placar, o Corinthians diminuiu o ritmo e passou a dar campo para a Chapecoense jogar. O time adversário, no entanto, demonstrava imensa dificuldade técnica para assustar Cássio. Carille aproveitou para promover a estreia no profissional do atacante Janderson, que substituiu Pedrinho, mas nada mudou, o 1 a 0 parecia estar de bom tamanho.

Manoel, do Corinthians, em lance com Alan Ruschel, da Chapecoense, na partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira, 1º.
Manoel, do Corinthians, em lance com Alan Ruschel, da Chapecoense, na partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira, 1º.
Foto: ALE VIANNA/ELEVEN / Estadão Conteúdo

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 X 0 CHAPECOENSE

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Ramiro (Vagner Love) e Sornoza; Pedrinho (Janderson), Boselli e Clayson (Mateus Vital). Técnico: Fábio Carille.

CHAPECOENSE - Tiepo; Eduardo (Perotti), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Tharlis (Aylon) e Gustavo Campanharo; Alan Ruschel (Renato), Regis e Everaldo. Técnico: Ney Franco.

GOL - Carlos Augusto, aos nove minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro.

CARTÕES AMARELOS - Manoel e Vagner Love(Corinthians); Aylon (Chapecoense).

PÚBLICO - 30.442 pagantes.

RENDA - R$ 1.551.364,50.

LOCAL - Arena Corinthians, em São Paulo.

Estadão
Publicidade
Publicidade