PUBLICIDADE

Avaí vence o Operário-PR e encosta no G-4 do Brasileiro da Série B

A vitória do Leão da Ilha veio após gol marcado na parte final do jogo depois de um erro na saída de bola da equipe do Fantasma

22 jul 2021 23h40
| atualizado em 23/7/2021 às 00h36
ver comentários
Publicidade

No estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Avaí venceu o Operário-PR pelo placar de 1 a 0. O gol da vitória do Leão da Ilha saiu aos 34 minutos, após bobeada do goleiro Simão, Copete aproveitou e marcou o gol da vitória dos catarinenses.

Foto: Frederico Tadeu/Avaí/ND
Foto: Frederico Tadeu/Avaí/ND
Foto: Lance!

Com o resultado, o Avaí sobe para a 5ª colocação, com 21 pontos. Já o Operário-PR está em 10º lugar, com 18 pontos

CALENDÁRIO

Na próxima rodada, o Operário-PR enfrenta o Coritiba, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. Já o Avaí recebe o Brasil de Pelotas, na Ressacada, em Florianópolis. Ambas as partidas serão disputadas no dia 25 de julho.

A partida

PRIMEIRO TEMPO

JOGO MOVIMENTADO NO INÍCIO DA PARTIDA

Avaí e Operário-PR fizeram um começo de jogo interessante e com as duas equipes procurando pressionar. Apesar das defesas estarem muito bem posicionados e fazendo o possível para neutralizar os ataques, os dois conseguiram criar oportunidades.

Aos 13 minutos, Djalma Silva conseguiu fazer boa jogada e bateu de fora da área, ele só não contava que Glédson estava muito bem posicionado e conseguiu defender. A resposta do Avaí veio em cobrança de falta. Edílson soltou a bomba da intermediária, mas Simão espalmou.

JOGO FALTOSO, MUITO CARTÕES AMARELOS E SÓ UMA CHANCE PERIGOSA

O restante do primeiro tempo foi marcado por muitas faltas por parte das duas equipes. O Avaí cometeu nove faltas, enquanto o Operário fez 13. O número de cartões amarelos também foi elevado, mas o que quase não cresceu foram as oportunidades de perigo. Apenas um assustou.

Aos 27 minutos, Djalma Silva recebeu pelo lado esquerdo, invadiu a área e soltou o pé. Glédson fez uma ótima defesa e conseguiu evitar que o Fantasma fosse para o intervalo com vantagem no marcador.

SEGUNDO TEMPO

AVAÍ PRESSIONA NO INÍCIO DA ETAPA COMPLEMENTAR

O Leão da Ilha voltou do intervalo criando oportunidades para marcar. Foram duas chances em 10 minutos. Na primeira, Copete fez boa jogada e deu para Lourenço. O meia chutou cruzado, mas a bola passou "lambendo" a trave e não entrou. A segunda foi em chute de Serrato de fora da área, mas Simão conseguiu fazer a defesa.

O OPERÁRIO TAMBÉM ASSUSTA

Após o começo bom do Avaí na etapa complementar, o jogo caiu um pouco no aspecto chances de gol. Um novo momento de perigo só voltou a acontecer aos 23 minutos. Djalma recebeu na área e bateu forte, Glédson defendeu e salvou o Leão da Ilha

AVAÍ MARCA O GOL E GARANTE A VITÓRIA

Após quase tomar o gol, o treinador do Avaí resolveu mexer no time para tentar melhorar seu time e vencer a partida. Mas o Leão da Ilha contou com a ajuda do adversário para marcar. Simão, goleiro do Operário-PR, saiu errado, Rodolfo Filemon não conseguiu controlar e ela sobrou para Copete. O atacante aproveitou e marcou o gol: 1 a 0 Avaí, aos 34 minutos.

No fim do jogo, o Operário-PR foi para o tudo ou nada atrás do empate, mas o Avaí conseguiu segurar bem o ímpeto do adversário e administrou bem o resultado para garantir a vitória e subir na tabela.

AVAÍ 1 x 0 OPERÁRIO-PR - 13ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE B

Estádio: Ressacada, em Florianópolis (SC)

Data: 22 de julho de 2021, às 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG)

Cartões amarelos: Edílson e Wesley (AVA); Fábio Alemão, Filemon, Marcelo Santos e Rodrigo Pimpão (OPE)

Cartões vermelhos:

GOL: Copete, 34'/1ºT.

AVAÍ (Técnico: Claudinei Oliveira)

Glédson; Edílson (João Lucas, no intervalo), Rafael Pereira, Betão e Diego Renan; Marcelo Serrato (Jean Cléber, aos 27'/2ºT), Wesley (Valdívia, aos 18'/2ºT) e Lourenço; Copete, Jonathan (Júnior Dutra aos 18'/2ºT) e Vinícius Leite (Renato, no intervalo).

OPERÁRIO-PR (Técnico: Matheus Costa)

Simão, Fábio Alemão, Reniê, Rodolfo Filemon e Fabiano (Thomaz, aos 36'/2ºT); Leandro Vilela (Rafael Chorão, aos 36'/2ºT), Leandrinho e Marcelo (Marcelo Santos, aos 31'/1ºT); Rodrigo Pimpão (Ricardo Bueno, no intervalo), Felipe Garcia (Rafael Oller, aos 27'/2ºT) e Djalma Silva.

Lance!
Publicidade
Publicidade