0

Atlético de Madrid trata Cavani como "substituto ideal" de Griezmann

8 mai 2018
11h39
atualizado às 11h39
  • separator
  • 0
  • comentários

Vendo a saída de Griezmann para o Barcelona cada vez mais iminente, a diretoria do Atlético de Madrid começa a se mexer para encontrar um substituto para o atacante francês, que atenda ao estilo de jogo bastante característico de Diego Simeone. Esse nome, de acordo com o Mundo Deportivo, já foi escolhido e trata-se de Edinson Cavani, com quem o clube colchonero já teria até firmado um princípio de acordo.

A contratação, porém, encontra pontos a serem conversados e o primeiro deles é o salário de Cavani no Paris Saint-Germain. Contratado em 2013 como um dos pilares da equipe no projeto de dominar o cenário continental, o atacante uruguaio recebe cerca de 12 milhões de euros (cerca de R$ 50 milhões) por temporada, ordenado que estaria disposto a reduzir para deixar a França e jogar ao lado dos compatriotas Diego Godín e José María Gimenéz.

A insatisfação de Cavani em Paris não é nenhuma novidade e ficou evidenciada diante dos episódios conflitantes com Neymar, contratado como a principal estrela do clube na última temporada. Além do brasileiro, Mbappé surge como coadjuvante mais renomado e rumores indicam que os franceses devem ir ao mercado. Nesse cenário, o uruguaio vê seu ciclo perto do fim.

Ao mesmo tempo que agora se trata do "substituto ideal", Cavani era inicialmente o "plano C" do Atlético. Primeiro, o objetivo ainda é manter Griezmann, que possui vínculo até 2022, mas multa rescisória de 100 milhões de euros (cerca de R$ 423 milhões) a partir da próxima janela, quantia que o Barcelona parece disposto a quitar para ter o jogador. A segunda alternativa, pensada por Simeone, foi contratar Paulo Dybala junto a Juventus, mas os valores afastaram a possibilidade. Como cartada final, surgiu o nome do jogador do PSG.

A chegada de Griezmann a Barcelona é um rumor que perdura desde janeiro, quando o clube catalão concretizou a compra de Philippe Coutinho, dando fim a uma longa novela. Na época, a camisa número 14 dada para o brasileiro foi um indício levantado pela imprensa local de que a número sete estaria "reservada" para o francês.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade