2 eventos ao vivo

Antes de semi, Southgate diz que Inglaterra 'quer criar hábito de ganhar troféus'

Ingleses enfrentam a Holanda nesta quinta-feira, pela Liga das Nações

5 jun 2019
18h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dia antes de enfrentar a Holanda nas semifinais da Liga das Nações da Uefa, o técnico Gareth Southgate ressaltou nesta quarta-feira que espera tornar a Inglaterra uma seleção que conquiste títulos com frequência. O time principal nacional não ergue um troféu importante desde quando faturou a Copa do Mundo de 1966, em casa, e a longa fila de 53 anos sem taças é motivo de grande incômodo para o tradicional "English Team".

"Seria massivo para todos nós com uma camisa da Inglaterra poder começar a ganhar troféus e continuar a ganhar grandes partidas. Esse é o hábito que queremos criar. Essa é a expectativa que queremos criar e temos jogadores que estão com muita fome para fazer isso", afirmou o treinador, em entrevista coletiva concedida no estádio Dom Afonso Henriques, na cidade portuguesa de Guimarães, onde ingleses e holandeses se enfrentarão a partir das 15h45 (de Brasília) desta quinta-feira.

Com uma talentosa nova geração e o goleador Harry Kane, do Tottenham, como sua principal referência, a Inglaterra está em constante evolução e na Copa do Mundo de 2018, da Rússia, chegou a sonhar com o fim do jejum de títulos ao avançar às semifinais, mas acabou sendo superada pela Croácia e depois batida pela Bélgica na decisão do terceiro lugar.

Nesta Liga das Nações, os ingleses voltaram a mostrar forçar ao avançar a esta fase final como líderes de um grupo em que teve a seleção croata e a Espanha como adversários. A ida às semifinais, porém, está longe de ser um objetivo que deixe totalmente satisfeitos Southgate e os seus comandados.

"Não estamos satisfeitos em apenas vir aqui, competir e jogar bem. Eles (jogadores) têm altas expectativas. Eles estão acostumados a vencer com o seus clubes. Nós estamos começamos a desenvolver uma mentalidade com a seleção nacional. Esperamos jogar bem e vencer partidas. E nós estamos fazendo isso mais frequentemente do que não fazendo", destacou o técnico.

RIVAL INSPIRA A INGLATERRA

Também com uma seleção jovem e renovada, o técnico Ronald Koeman começa a ter resultados mais expressivos à frente da Holanda. Em um novo ciclo após ter amargado a decepção de ter ficado fora da Eurocopa de 2016 e do Mundial de 2018 ao fracassar em duas Eliminatórias, a equipe holandesa foi às semifinais desta Liga das Nações ao conquistar a liderança de um grupo que contava com a presença da França, atual campeã do mundo, e a tradicional Alemanha.

Sentado ao lado de Koeman na entrevista coletiva, Southgate elogiou o trabalho que vem sendo realizado pelo rival, mas lembrou que a Inglaterra também vem em uma crescente. "Ronald é muito experiente e um excelente treinador, então eu não estou surpreso que eles (holandeses) tenham melhorado porque ele também tem uma grande experiência no futebol de seleções. Mas nós também melhoramos. Amanhã será um retrato de onde (em qual estágio) as duas equipes estão neste exato momento", disse.

Southgate ainda ressaltou que "sempre foi um admirador da maneira de jogar das seleções holandesas" do passado e agora espera conseguir, com a Inglaterra, repetir o sucesso que outras gerações da Holanda obtiveram, como por exemplo quando o país conquistou o título da Euro de 1988, depois de a equipe de Cruyff e outros craques ser vice-campeã do mundo nas Copas de 1974 e 1978.

"Quando eu era um garoto eu sempre gostava de vê-los jogar - o time com Rijkaard, Gullit, Van Basten e Ronald (Koeman). Estamos tentando criar um time que empolgue nossos torcedores, mas também queremos vencer. Estamos conseguindo fazer as duas coisas no momento", analisou.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade