PUBLICIDADE
Logo do

Fortaleza

Favoritar Time

Em estreia na Libertadores, Fortaleza perde para o Colo-Colo

Nesta quinta-feira, em seu primeiro jogo na história da competição, o Leão perdeu para o Colo-Colo, do Chile, por 2 a 1

7 abr 2022 - 21h04
(atualizado às 21h15)
Ver comentários
Publicidade

O Fortaleza estreou com derrota na Libertadores. Nesta quinta-feira, em seu primeiro jogo na história da competição, o Leão perdeu para o Colo-Colo, do Chile, por 2 a 1. Jogando em casa, na Arena Castelão, o Leão começou jogando pior e saiu atrás no placar, chegando a perder por 2 a 0. Já na segunda etapa, Renato Kayzer diminuiu para os brasileiros, mas não impediu a derrota.

Agora, o Fortaleza vira a chave e passa a focar no Campeonato Brasileiro. No domingo, às 18 horas (de Brasília), o time recebe o Cuiabá pela primeira rodada da competição.

Nesta quinta-feira, em seu primeiro jogo na história da competição, o Fortaleza perdeu para o Colo-Colo, do Chile, por 2 a 1.
Nesta quinta-feira, em seu primeiro jogo na história da competição, o Fortaleza perdeu para o Colo-Colo, do Chile, por 2 a 1.
Foto: Kely Pereira / Gazeta Press

Pela Libertadores, o Leão do Pici volta a campo na próxima quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), para enfrentar o River Plate fora de casa. No mesmo dia, mas às 19 horas, o Colo-Colo recebe o Alianza Lima, do Peru.

O jogo - Primeiro tempo

O Colo-Colo começou a partida pressionando e, logo no primeiro minuto, conseguiu boa chegada com Léo Gil, mas Max Walef apareceu para impedir o primeiro gol da partida. Na sequência, aos oito minutos de jogo, um lance espetacular. Solari acertou belo chute em ataque da equipe chilena e Marcelo Benevenuto apareceu em cima da linha para fazer uma defesa com a cabeça e salvar o Fortaleza mais uma vez.

Com o tempo, o time da casa conseguiu se abrir mais e, aos poucos, explorar o ataque. Moisés, aos 24 minutos, conseguiu a primeira finalização brasileira no jogo, mas não levou perigo.

Os erros defensivos do Fortaleza, porém, seguiram falando mais alto e, assim, os chilenos continuaram chegando bem ao ataque. Aos 37 minutos, Lucero recebeu bom passe e bateu sem chances para Max Walef. Gol do Colo-Colo e o primeiro tempo terminou em 1 a 0 para o time visitante.

 

 

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o Colo-Colo precisou de apenas três minutos para ampliar o placar. Após erro na saída de bola do Leão, Lucero atacou pela direita e passou para Gil, que cruzou rasteiro para Solari invadir a área pela esquerda e bater cruzado para marcar o segundo gol dos chilenos.

Logo na sequência, Lucas Lima quase diminuiu, mas parou em boa defesa de Cortés. Aos 17 minutos da segunda etapa, Juninho Capixaba bateu cruzado e o goleiro bateu roupa, mas ninguém aproveitou a sobra. Após esse lance, o tempo fechou, com direito a troca de empurrões e cabeçada de Moisés em Cortés, advertida com um cartão amarelo.

Em meio a um jogo nervoso, o Fortaleza pressionou no ataque e obteve resultado. Aos 22 minutos, Pikachu aproveitou o espaço nas costas dos laterais, invadiu a área pela direita e serviu Renato Kayzer, que desviou para o fundo das redes e marcou o primeiro gol da história do Leão na Libertadores.

O jogo foi disputado até o fim. Já nos acréscimos, o zagueiro Amor, do Colo-Colo recebeu seu segundo amarelo e foi expulso. Na cobrança da falta, Moisés parou na trave e, no rebote, Benevenuto isolou e perdeu a chance do empate. Assim, o Fortaleza estreou na Libertadores com uma derrota.

FICHA TÉCNICA

 

FORTALEZA 1 X 2 COLO-COLO

 

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 07 de abril de 2022 (quinta-feira)

Hora: 19h (de Brasília)

Árbitro: Andrés Cunha (URU)

Assistentes: Pablo Llarena e Richard Trinidad (URU)

Cartões amarelos: Titi e Lucas Lima, Moisés e José Welison (Fortaleza) Gabriel Costa, Cortés, Suazo e Amor (Colo-Colo)

Cartões vermelhos: Amor

GOLS:

Fortaleza: Renato Kayzer (22′, 2ºT)

Colo-Colo: Lucero (37′, 1ºT) e Solari (3′, 2ºT)

FORTALEZA: Max Walef; Landázuri, Marcelo Benevenuto e Titi (Ceballos); Yago Pikachu, Hércules (Felipe), José Welison, Lucas Lima (Romarinho) e Juninho Capixaba (Lucas Crispim); Moisés e Silvio Romero (Renato Kayzer).

Técnico: Juan Pablo Vojvoda

COLO-COLO: Cortés; Opazo, Amor, Falcón e Suazo; Pavez, Fuentes e Gil (Zaldivia); Solari (Santos), Lucero (Bolados) e Gabriel Costa (Carlos Villanueva)

Técnico: Gustavo Quinteros

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade